Nossas Noticias

Direção prepara retorno às aulas no Manuel da Nóbrega em Rio Negrinho

[caption id="attachment_40391" align="alignnone" width="300"] O diretor Aloísio Pschiski explicou sobre todo o processo de preparação para a retomada depois da suspensão das aulas em todo o país como forma de prevenção ao coronavírus. Fotos: Katia de Oliveira[/caption] RIO NEGRINHO. A retomada das aulas é aguardada com bastante ansiedade por pais, alunos e profissionais da educação. Afinal, devido a pandemia, todos passaram quase um ano distantes do ambiente escolar tradicional. Nas escolas estaduais, a volta às aulas está marcada para o próximo dia 18 e os diretores preparam, com muito trabalho e dedicação, todo um aparato de segurança que garanta também a aprendizagem aos alunos ( clique aqui para conferir os preparativos nas outras três escolas estaduais da cidade  ). Em Rio Negrinho, o diretor da Escola Manuel da Nóbrega, Aloísio Pschiski, destaca que sua equipe não mede esforços para que tudo esteja a contento, tanto para os que já são alunos quanto para os novos alunos, que devem estar devidamente matriculados até amanhã (04), de acordo com o prazo estabelecido para todas as escolas estaduais de Santa Catarina (leia  mais sobre o processo de matrículas clicando aqui ). A expectativa, segundo ele, é de que nesse ano a escola receba entre 300 e 350 novos alunos, egressos dos nono anos de escolas da rede municipal, além dos da Escola Estadual Marta Tavares. “A demanda de novos alunos é grande e diferentemente de casos como a Escola Jorge Zipperer, que absorve alunos em sua maioria das escolas Ricardo Hoffmann e Menino Jesus, nós aqui recebemos alunos de todos os cantos da cidade”, cita o diretor. Até o momento maioria quer retorno do presencial Aloísio explica que muitas questões vem sendo alinhadas para receber os alunos e tais adequações, mesmo com a unidade podendo contar com uma equipe completa, ainda acabam sobrecarregando os profissionais em alguns momentos. O diretor cita o fato, por exemplo, da unidade ainda não ter exatamente como mensurar a quantidade de novos alunos, que buscarão frequentar as aulas presenciais a partir da segunda quinzena de fevereiro. “Essa é uma informação que só teremos também a partir das novas matrículas e dos demais 200 alunos cujos pais ainda não responderam o questionário. Lembrando que no caso de menores de 18 anos, quem deve assinar o termo definindo o regime que o aluno frequentará, são os pais ou responsáveis”, explica. Os pais dos novos alunos matriculados nesta semana tem até às 17h30 de sexta (05) para levar a documentação até a escola e também assinar o documento, definindo se os menores irão frequentar as aulas no regime online ou “Tempo Casa, Tempo Escola”. Ele frisa que em uma pesquisa realizada com os 700 alunos do Manuel da Nóbrega já matriculados em 2020, no qual 500 responderam efetivamente o formulário, apenas 70 confirmaram que não voltarão ao ensino presencial na unidade de ensino. “Conversei com diretores de outras escolas, como no caso de São Bento do Sul e segundo eles, lá o percentual é bem mais alto dos que não vão voltar”, aponta Pschiski. Nem todos os alunos deverão retornar dia 18 A data para o retorno das aulas da rede estadual é 18 de fevereiro, mas existe a possibilidade de nem todos os estudantes voltarem ao ambiente presencial neste dia. “Ainda estamos alinhando com a coordenadoria de educação, se os estudantes virão em horários alternados, todos no mesmo dia ou ainda em datas diferentes, como por exemplo “Turma A” no dia 18 e ” Turma B no dia 19 ”, adianta o diretor. Transporte Como a escola deverá ter entre 1000 a 1100 alunos matriculados nos três períodos, sendo 500 deles só no período matutino, além de seguir a determinação do Estado em separar as turmas em dois grupos como “A” e “B”, onde cada grupo frequenta presencialmente a unidade em dias diferentes, Aloísio frisa também a preocupação com o atendimento aos alunos das localidades mais distantes do Centro, como do Rio Preto, Colônia Olsen e Salto e que dependam do transporte escolar para chegar até a escola. Ele ainda atenta para o fato de que os alunos do Manuel da Nóbrega utilizam o mesmo ônibus escolar que transporta os estudantes da Escola Henrique Liebl, da rede municipal, cuja data de retorno ainda não foi definida. “De qualquer forma esses alunos não serão prejudicados. O que deverá acontecer é um ajuste quando do retorno das aulas da rede do município”, tranquiliza o diretor. Inovador, Magistério e aulas noturnas O Ensino Inovador, cujos alunos frequentavam a escola em período integral de segunda a quarta e nas quintas e sextas pela manhã, sofrerá ajustes. As aulas presenciais acontecerão só pela manhã e a tarde será repassado o conteúdo de disciplinas secundárias como Artes e Informática, por exemplo. Quanto ao Magistério, que receberá uma turma nova a noite esse ano, o objetivo é garantir que as alunas que estão concluindo o curso consigam prestar as horas de estágio quando houver o retorno das atividades da Educação Infantil no município. “Sem essas horas de estágio, elas não conseguem o certificado, mas será preciso esperar”, comentou. Para alunos que estão trabalhando ou vão começar a trabalhar O diretor também destaca o aumento na procura por aulas no período noturno e que o movimento tem relação direta com a busca pelo emprego e a oferta que as empresas da cidade vem fazendo para aumentarem seu quadro de colaboradores. Nesses casos, explica que é necessário que o aluno apresente sua carteira de trabalho comprovando o vínculo, em casos de pedidos de troca de turno escolar. Todas medidas de segurança tomadas [caption id="attachment_40449" align="alignnone" width="300"] O diretor explicou também que em frente a todas as salas já foram instalados dispensers de álcool gel; também haverá aferição de temperatura de todos os alunos, dentre outras medidas de prevenção ao COVID[/caption] Assim como as demais unidades de ensino, o Manuel da Nóbrega, também adotou todas as medidas necessárias para garantir o retorno as aulas com segurança em meio a pandemia. Além disso, 100% dos alunos vão ganhar kits básicos de material escolar, copos de acrílico, além dos descartáveis que continuarão disponíveis. Professores ganharão kits pedagógicos e itens de segurança como máscaras e protetores faciais. Maioria dos professores voltam a princípio Do total de professores efetivos e temporários, somente cinco deverão permanecer trabalhando de forma remota, conta Aloísio. “Estamos nos programando para montar um calendário de aulas em que eles atendam os alunos do ‘Tempo Casa, Tempo Escola ‘, no mesmo dia, evitando que eles tenham uma ‘quebra’ na grade de aulas presenciais”. Promoções  ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram