Nossas Noticias

Rio-negrinhenses cancelam buzinaço pedindo a retomada do movimento econômico no Brasil após manifestação do Ministério Público e da PM

RIO NEGRINHO. Um grupo de rio-negrinhenses que estava organizando um buzinaço na noite de hoje em apoio a retomada do movimento econômico no Brasil acabou de informar o cancelamento da ação. A mobilização estava marcada para às 19h , com saída da frente do posto de gasolina que fica na entrada do bairro Industrial Norte.

Continua depois do anúncio
O mesmo movimento estava marcado para ocorrer hoje em várias cidades de Santa Catarina porém  há poucos minutos o grupo de Rio Negrinho recebeu a cópia de uma recomendação que o Ministério Público de Santa Catarina, através da 5ª Promotoria de Criciúma enviou para a Polícia Militar deste município. “Recebemos orientação da Polícia Militar contrária a realização da carreata, de acordo com decisão tomada pelo MPSC em diversos outros municípios. Por isso está cancelada a manifestação. Sentimos  muito e agradecemos aos que iriam comparecer ou se sentiram representados por nós”, declararam. O documento (leia na íntegra clicando no link no final deste texto) pede que a Polícia Militar  adote todas providências necessárias para evitar que referida carreata seja realizada e concretizada, evitando-se com isso propagação de maiores níveis de infecção nesta cidade.
Continua depois do anúncio
A Promotoria recomenda ainda que se identifique cada responsável pelo evento, a fim de que a Polícia Judiciária e o Ministério Público possam encetar o manejo de ação penal pública, especialmente considerando os tipos previstos nos artigos 267 e 268 do Código Penal. Os rio-negrinhenses agradecem a todos os que haviam confirmado presença na manifestação e lembraram que o movimento já foi realizado em vários estados do país. Em São Bento do Sul a mesma manifestação estava marcada para hoje às 19h com saída da frente da Havan, mas foi cancelada pelos organizadores. Eles justificaram informando que o comando da PM alegou que os veículos participantes poderiam ser multados por descumprimento do decreto do governo do estado.   Leia o documento do MP de Criciúma na íntegra clicando no link abaixo: Recomendação n. 0011-2020-05PJ-CRI – Para PMSC
Anúncio
 ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram