Nossas Noticias

Flávia Vicente tem nome homologado como pré -candidata a deputada estadual em convenção do MDB

ESTADO. A vereadora Flávia Vicente (MDB), de Rio Negrinho, teve seu nome homologado como pré-candidata a deputada estadual durante a convenção do MDB, neste sábado (23), na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), em Florianópolis.

Na mesma oportunidade, a sigla oficializou o nome do ex-prefeito de Joinville, o empresário Udo Dohler, como pré-candidato a vice-governador na chapa de Carlos Moisés da Silva (Republicanos), que tentará a reeleição no pleito de outubro.

“É inexplicável, uma nova experiência na minha vida politica”, resumiu a vereadora sobre a homologação da candidatura.

Os pré-candidatos que tiveram seus nomes homologados tem até o dia 15 de agosto para ter suas candidaturas registradas oficialmente no TRE. Somente depois dessa formalização é que serão candidatos oficiais. No dia seguinte inicia a propaganda eleitoral, inclusive na internet e no dia 26, também de agosto, começam as propagandas em rádio e TV.

“Já venho trabalhando isso há tempo e agora o sentimento é de muita responsabilidade, pois o desejo é poder representar não só as mulheres, mas Rio Negrinho e região. Me sinto orgulhosa por algo que venho construindo desde 2016. Nem nos meus melhores sonhos imaginava isso. Estou muito feliz”, destacou.

Ela falou também que o sentimento neste momento, é muito bom, com a expectativa de poder vir a representar todos com seriedade.

“Isso com a política que aprendi dentro de casa, feita com responsabilidade, honestidade e seriedade”, comentou.

No sábado, Flávia foi uma das 12 pré-candidatas escolhidas pelo MDB a ter seu nome homologado para a disputa por uma cadeira na Assembleia Legislativa (Alesc).

“Não vou precisar me afastar do cargo de vereadora. Será uma campanha de 45 dias, acirrada e na qual continuarei na vereança, fazendo meu trabalho”, garantiu.

Sobre a busca por uma das 40 cadeiras da Assembleia Legislativa, a vereadora diz que seu desejo é de que a região volte a ter representatividade no cenário estadual.

“Estamos em uma região, de Canoinhas para cá, de cerca de 400 mil eleitores votantes e nossa região inteira ficou sem um representante na última eleição. Atualmente não temos ninguém para brigar por nós na Alesc, tendo que pedir migalhas cada vez que necessitamos de algum recurso”, lembrou.

Flávia ainda defendeu a maior participação popular na política para que se entenda cada vez mais o processo democrático e para que mais pessoas se interessem pelo assunto.

“Quanto mais pessoas boas tivermos na política, melhor. Temos que lutar ainda mais pelo que é certo, deixar um legado para que as pessoas se orgulhem. É necessário fazer a diferença”, cita ainda ela, que lembra que atualmente na função de vereadora, já atua 24 horas por dia e não apenas nas segundas-feiras quando acontecem as sessões.

“Acredito que posso contribuir muito para a cidade, para a região e agradeço a oportunidade que o MDB me deu de homologar meu nome”.

Ela diz que acredita que o trabalho de sucesso é o feito pelo coletivo, em parceria com prefeituras, com foco no pensamento regional e nas políticas públicas voltadas para o municípiosl e região.

“Temos ainda que lutar pela representatividade feminina. Há muito que se lutar pelos direitos da mulher”, defende.

Sobre os apoios para a candidatura, Flávia enaltece a união que o partido, não somente em Rio Negrinho, mas em âmbito regional, vem dando a ela.

“Estamos tendo apoio total! São muitas pessoas no projeto e viemos rodando a região para que mais pessoas me conheçam”.

Recentemente Flávia recebeu o apoio formal do MDB de São Bento do Sul.

“Vou trabalhar sem esquecer de onde vim”, encerrou.

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram