Nossas Noticias

"Quando vim morar na minha casa, comecei a encher cada cantinho com diferentes plantas", conta Carla Quadtke

RIO NEGRINHO. Há 10 anos a professora Carla  Walter Quadke, de 36 anos, foi morar na sua casa própria e tem se preocupado desde então com um detalhe que faz toda a diferença, tanto na decoração quanto na energia de cada ambiente. “Gradativamente venho enchendo cada cantinho com minhas plantas, que chamo de queridinhas; especialmente as suculentas, que são minha paixão!”, declarou à nossa reportagem. Carla é uma das integrantes do grupo “Suculentas, Cactos, Folhagens e Flores em Rio Negrinho”, que reúne 2,3 mil pessoas no Facebook ( clique aqui para participar ). O grupo foi criado por Claudinéa Liebl e Vanisse Tureck, com o objetivo de especialmente nesta pandemia promover interação e troca de experiência entre apaixonados pelo cultivo de plantas ( clique aqui para conferir a matéria completa sobre a iniciativa ). “Adoro plantas! Tudo o que diz respeito a elas me chama muito atenção. E o grupo é um espaço muito rico, onde podemos observar o cultivo, o cuidado e o amor que os participantes tem por suas plantas”, salientou. Apesar de ter começado a dar uma maior atenção ao cultivo de plantas nos últimos 10 anos, a história de Carla com elas vem de muito antes. “Desde que me entendo por gente vejo o amor da minha mãe pelas plantas”, frisou. Carla tem mais de 80 espécies, dentro e fora de casa, mas ainda almeja com muito mais. “Meu sonho é ter um pergolado onde possa reunir muitas mais espécies”. A paixão pelas plantas, além de unir Carla com sua mãe, une também a irmã, Patrícia Valério, com quem também já publicamos uma reportagem aqui no nosso portal ( clique aqui para ler ). “Eu e a Patrícia nos rendemos aos encantos das plantas, e juntas íamos em busca sempre de novos ‘modelinhos’. Também lembro que ganhei carinhosamente de uma mãe de aluno uma que para mim, é muito especial”. Os cultivadores geralmente fazem trocas de mudas e muitas vezes se presenteiam entre si com diferentes espécies.Para Carla toda essa troca tem um significado especial. “Sou uma pessoa que adora compartilhar as minhas plantinhas! Se tenho mudinhas, sempre distribuo. Para mim esta é a parte mais gratificante, saber que em outras casas, moram um pedacinho das suculentas que nasceram aqui na minha casa. Fico muito feliz em distribuir literalmente esse gosto, essa paixão pelas suculentas!”. Ter mais de 80 espécies de plantas em casa com certeza é muito bonito ( quem não gosta, né, de chegar em uma casa com muito verde?! ). Porém, manter tudo isso exige muita dedicação. Mas conforme Carla, sempre há uma troca muito rica no cuidado diário com as plantas. “Para mim cultivar plantas significa ter boas energias. Distribuí-las pelos espaços da casa traz, além de beleza, muita alegria. Mexer na terra me traz tranquilidade, leveza e paz. Poder observar, cuidar e conversar, sim conversar com minhas plantinhas, faz parte dos meus dias e me traz paz interior. Me faz um bem incrível!”. Rotina de cuidados  Carla contou que todos os dias observa suas 80 plantas. “Molho quando necessário. Tiro os ‘matinhos’ e as folhas secas das plantas que estão fora de casa, quando é preciso. As de dentro de casa molho com uma seringa, para não exagerar na dose, pois os vasos são menores. Recentemente mudei algumas de lugar lá fora e algumas gostaram, mas para outras tive que achar um novo lugar, pois pareciam não estar gostando! É importante ter um olhar atento, para ver como elas estão se adaptando a cada novo ambiente”. Carla lembrou também que a coloração das suculentas também varia de acordo ao local que estão. “As que ficam expostas ao sol ficam com partes avermelhadas e as da sombra ficam mais verdinhas”. Promoções

                                                                                               
   
                                                                                                         ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram