Nossas Noticias

Volta às aulas nas escolas municipais de Rio Negrinho: "tendência é aulas iniciarem junto com as da rede estadual, mas ainda não há uma data, pois decisão depende de vários processos", explica Secretário de Educação

RIO NEGRINHO. O professor Sergio Ivan Piccolli é quem está à frente da Secretaria Municipal de Educação de Rio Negrinho. Ele é professor efetivo no município há mais de 26 anos e já atuou como secretário e diretor de escola, além de ter passagens nos departamentos Administrativo e de Ensino da Secretaria de Educação. Piccolli é graduado em Pedagogia e pós-graduado em Educação Infantil e Anos Iniciais, Gestão Escolar e Educação na Cultura Digital, tendo lecionado para alunos desde a Educação Infantil até a Educação de Jovens e Adultos. Em tempos de pandemia, Sergio ressalta que a principal demanda da Secretaria está no retorno às aulas de forma segura e organizada. “Na sequência, planejar e implementar ações para encaminhar a aprendizagem dos conteúdos mais relevantes e essenciais”, cita. O Secretário comenta ainda que a valorização dos profissionais da área também está na pauta de trabalhos da gestão. “Formar uma Equipe Técnica na Secretaria Municipal de Educação, para aprimorar a Educação nas mais diversas áreas, realizar ações para atingir as metas e estratégias constantes no Plano Municipal de Educação, que é documento norteador de todo o trabalho educacional a ser realizado no município, desenvolver projetos nas mais diversas áreas e promover uma prática pedagógica, na qual seja possível uma aprendizagem consistente”, frisa. Volta às aulas Sobre o retorno das aulas no município, Sergio reconhece o desafio em aliar segurança e educação. “Este é o primeiro grande desafio, que precisa ser pautado nas medidas sanitárias e elaborado de forma responsável e viável. Não depende só da Secretaria Municipal, mas também do Comitê Municipal. A Equipe Pedagógica já iniciou os estudos e logo será reunida a Comissão”, explica. Piccolli ressalta que tudo está sendo analisado da melhor forma, mas que ainda não há uma data certa para o início das atividades escolares. “Tudo também terá um Parecer Jurídico e será alinhado às demais orientações oficiais. A tendência é iniciar junto com a Rede Estadual, mas ainda não está definida a data, pois depende das questões citadas anteriormente. Já existe o primeiro PLANCON (Plano de Contingência que tem o objetivo de preparar as instituições de ensino para o retorno às atividades presenciais), mas este precisa ser realinhado de acordo com a atual realidade. O principal é que tudo será feito levando em consideração questões como: responsabilidade, prudência, respeito às normas sanitárias e muito planejamento”, pontua. Promoções  ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram