Nossas Noticias

Como ajudar os filhos nas tarefas escolares em tempos de pandemia? Professora de Psicologia da UnC Rio Negrinho faz orientações para famílias

  Em épocas de quarentena as famílias estão cada vez mais precisando se reorganizar em diversos aspectos, seja quanto as tarefas domésticas ou home office mas principalmente para o fato de estar com os filhos em casa, administrando as atividades da escola, brincadeiras, entre outras. Importante é perceber que o momento é de novidades para todos e por isso precisamos entender que as mudanças aconteceram não só para os adultos mas também para as crianças e portanto todos estão aprendendo a viver neste novo formato. Neste cenário, é importante refletir sobre como nos repensarmos para  construir juntos estratégias para este momento. Para falar sobre esse tema, nossa reportagem procurou a psicóloga Fernanda Neidert Batista, coordenadora do Núcleo de Serviços em Psicologia da UnC Rio Negrinho e professora do curso de Psicologia da instituição. Em uma reportagem anterior, a especialista falou sobre como organizar uma rotina em família durante a quarenta ( Leia clicando aqui ). Escola em casa: um novo desafio para as famílias  Com a ampliação deste período de isolamento social e com a suspensão das aulas por tempo indeterminado em Santa Catarina mais especificamente, escolas e instituições de todos os níveis adotaram sistemas de ensino remoto, repassando aulas, conteúdos e atividades on line.

Continua depois do anúncio
Porém, tanto pais quanto crianças muitas vezes se sentem perdidos diante da nova situação. Afinal, como fazer com que os pequenos, especialmente, tenham disciplina para realizar as atividades escolares em casa? Como fazê-los entender que a responsabilidade,mesmo em casa é a mesma? E como ensiná-los, lidar com suas dificuldades e birras em muitos casos? Como superar tudo isso com sucesso no final, sem que essa situação se torne traumática ou limitante tanto para as crianças quanto para os pais? O que diz a especialista?  Para quando as atividades são realizadas pela internet Conforme a psicóloga, para as atividades remotas, realizadas via internet, a sugestão é de que as famílias se organizem com os filhos para que se arrumem, tenham todos os cuidados e atividades de como se fossem igualmente de quando iam até a escola. “Coloquem o uniforme ou outra vestimenta, que façam sentir-se arrumados para a aula, para interagir com os colegas e professores. Nos momentos de intervalo, proporcione um lanche agradável, sente junto com seu filho. Aproveite para estar junto em família para auxiliar as crianças, caso  tenham dúvidas”. Dicas de ouro  Fernanda destacou que para as tarefas serem concluídas com sucesso existem duas dicas de ouro para o aprendizado domiciliar. “Primeira: lembrem-se que este momento é de mudanças e adaptação para todos, então tenham PACIÊNCIA! A segunda dica é de aproveitar o período que as crianças estão fazendo as atividades delas para organizar suas atividades do trabalho, colocar prazos em dia ou também para realizar a organização das tarefas de casa”. Quando as atividades são feitas no papel
Continua depois do anúncio
A especialista lembrou também que tem escolas que estão realizando o envio ou também entrega em casa das atividades para as crianças (principalmente aquelas que estão na educação infantil). “Para estas, a sugestão é de que as famílias observem o período do dia em que as mesmas estão mais dispostas (pela manhã ou pela tarde) e sendo assim, estabeleçam este período como sendo parte da rotina da família. Sentem  juntos e desenvolvam as atividades, montem um lanche gostoso e divertido”, orientou. Lembre sempre A psicóloga enfatizou que é preciso lembrar sempre de ter PACIÊNCIA. “Tornem o momento da atividade agradável, coloquem músicas que acalmem ou deixem a criança mais atenta, estabeleçam um local com os objetos da criança (mesinha, seus lápis, folhas, cadernos ou apostilas). Se o dia estiver agradável e se for possível, leve eles para realizarem a atividade fora de casa. Assim, aos poucos as atividades vão sendo desenvolvidas e os dias vão passando, as crianças e a família se  adaptando também”, recomendou. E  quando se perde a  paciência? 
Continua depois do anúncio

Fernanda explicou que tanto o pai, quanto a mãe, irmãos ou outros familiares podem perder a paciência ao ajudar as crianças a fazer suas atividades. “Se isso acontecer, se acalme! Se necessário, pare com o que estão fazendo, busquem fazer outra coisa e retomem em outro momento, em que houver a paciência e cooperação de todos”. Outras dicas  Por fim, a psicóloga elencou algumas dicas de outras atividades para serem feitas na família, além das propostas pelas escolas. São:
  • Conversem com as crianças, expliquem o porquê da adaptação das atividades, sobre a nossa nova rotina;
  • Ajudem elas a irem se adaptando a rotina da família;
  • Brinquem com elas, entrem no mundo da imaginação, participem das coisas que interessam elas;
  • Deixe que elas participem também das atividades da casa (a cozinhar, lavar a louça, ajudar na organização da casa, tomando sempre o devido cuidado);
Continua depois do anúncio
  • Criem receitas com elas (massinha, slime, bolos, rosquinhas), retomem receitas antigas de família;
  • Sejam criativos, criem novas brincadeiras, histórias, atividades com eles;
  • Tenham PACIÊNCIA, novamente repito, pois o momento é de ajuste para todos!
“Mas algumas mamães e papais, ou outros familiares podem perguntar: ‘O que fazemos quando não conseguirmos ter paciência, quando nós estivermos imersos no mundo de preocupação, das novas coisas que precisamos fazer? Como não perder a paciência e agir de forma grosseira?  Se possível pare, respire e pense: o que está me deixando irritado e/ou nervoso neste momento? Reflita que não podemos descontar naqueles que estão ao nosso redor. Quando possível saia do ambiente, tome um banho, relaxe, para depois retomar para o que estava fazendo. Outro dia em uma reportagem estava sendo sugerido que nosso olhar seja modificado diante da situação. É difícil para todos, em todas as idades, trabalhos e esferas, sim, porém precisamos redirecionar o olhar buscando reencontrar novos aspectos em nossa vivência!”

Tenhamos todos uma boa semana!

Anúncios
]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram