Nossas Noticias

Como se organizar em família (principalmente com as crianças ) neste período de isolamento social? Professora de Psicologia da UnC Rio Negrinho orienta sobre o tema

[caption id="attachment_21377" align="alignleft" width="159"] Fernanda Cristina Neidert Batista, autora deste texto, é Psicóloga, professora e Coordenadora do Núcleo de Serviços em Psicologia da Universidade do Contestado Campus Rio Negrinho. [/caption] No dia   26 de fevereiro, o Brasil confirmou o seu primeiro caso de COVID-19. Desde então diversas ações começaram a ser desenvolvidas a nível nacional e também em alguns estados. Em Santa Catarina, o primeiro caso de COVID-19 foi registrado no dia 12 de março, mobilizando então atenção e organização da Secretaria Estadual de Saúde e consequentemente os municípios. Em Rio Negrinho, até o presente momento desta matéria não foram confirmados casos de COVID-19. Frente a todas estas notícias, a vida de muitas famílias passou para uma nova organização, a chamada de isolamento social, onde solicita-se que as pessoas permaneçam em casa, evitando ao máximo o contato com outros locais que não sejam sua residência e os familiares que ali habitam, tendo como objetivo minimizar o possível contato com o vírus do COVID-19.  Essa é uma uma adaptação difícil, já que no dia a dia as famílias não costumam conviver tanto tempo assim. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, bem como do Ministério da Saúde e demais órgãos que estão estudando sobre todos os efeitos da pandemia, a melhor forma de prevenção é buscando o isolamento social, de forma consciente; mas para que isso aconteça, precisamos aceitar esta situação e nos adaptar a nova realidade e rotina imposta por ela. Além dos cuidados essenciais para com a saúde física, devemos também ficar atentos neste período com os cuidados destinados à nossa saúde mental e também para a saúde familiar, ou seja, a qualidade de como esta convivência está ocorrendo. Como melhorar a convivência em família? Com o objetivo de dar dicas de como se organizar em família, bem como o tempo com as crianças (para quem as tem), seguem algumas dicas e sugestões elaboradas: A “dica de ouro” : adivinhe qual é!  Primeira dica, que eu diria, que é a “dica de ouro”:  este momento não está sendo fácil para ninguém; então, todos os seus familiares estão passando por um processo de adaptação à nova rotina, sendo assim ter paciência uns com os outros torna-se fundamental. Informação na medida certa Estejam informados sobre o que está acontecendo no mundo, no Brasil, no Estado e também em sua cidade, mas nada em excesso. Saiba apenas o que lhe convém para se proteger e proteger sua família. Não fique 24 horas por dia assistindo, busque por outras atividades. Estabeleçam de forma conjunta uma rotina para todos Neste caso vale lembrar de  considerar que em algumas famílias, alguns estão indo trabalhar e outros podem estar trabalhando home office. Quando me refiro a rotina, estou querendo dizer para que vocês tenham momentos juntos, façam as refeições de forma conjunta e se possível algumas delas preparem juntos! 😉Mas também, busquem ter momentos individuais, onde cada um se organiza de acordo com as suas necessidades. Para quem está trabalhando home office Para aqueles que estão trabalhando home office, busquem estabelecer o horário em que irão desenvolver suas atividades. Neste horário, concentrem-se como se realmente estivessem no ambiente de trabalho, arrumem-se como se estivessem indo trabalhar, isto os ajudará a se conectar com as necessidades das atividades que precisam ser desenvolvidas. Organizem as atividades Papais e mamães que tem seus filhos em casa, independente da idade, organizem a rotina dos pequenos também, pois assim como os adultos podem estar irritados e sem paciência com este momento, os pequenos também sentem falta de poder sair, ir ao parque, à escola, à casa dos avós, dos titios ou também dos amiguinhos. Então estabeleçam em conjunto com as crianças e também com seu cônjuge, a hora de assistir, de brincar, de fazer atividades da escola, ou também de vocês terem um momento juntos para brincarem, fazerem alguma coisa, explorar o mundo em casa. Acredite: ficar em casa também pode ser muito legal!  Papai e mamãe, ficar em casa também pode ser muito legal! Seu quintal pode virar um parquinho, sua varanda (para os que residem em apartamento) pode virar um parquinho também. Explique às crianças o que está acontecendo É importante explicar às crianças o que está acontecendo, sem assustá-las; mas com o intuito de conscientizá-las sobre o momento em que estamos passando todos juntos. Explique também que o papai e a mamãe precisam continuar trabalhando mesmo diante de toda a situação e por isso muito da rotina de vocês será adaptada também. Se seu filho já vai para a escola Se seu filho já vai para a escola, busque encontrar formas de colocar ele em contato com os amiguinhos, através das ligações por vídeo ou também por outros aplicativos que conseguem reunir toda a galerinha na forma de vídeo e deixa os mesmos muito conectados e felizes em estarem conversando com aqueles que sentem falta. Esta dica vale também para falar com os avós, titios e demais pessoas que amamos. Conecte-se também!  Neste momento aproveite também para conectar-se mais com os seus familiares, aqueles que você ama e moram com você. Façam atividades juntos  Façam atividades juntos: brinquem de pintar com as crianças, façam receitas caseiras todos juntos, façam um piquenique em casa,…Ahh, e se der acampem em casa! Essa é uma dica legal e com certeza as crianças vão amar. Assistam juntos desenhos, relembrem a infância, vejam filmes legais com os filhos, escolham filmes ou seriados que te façam sentir bem (mas lembrando sempre em um tempo moderado, para que suas outras atividades e obrigações não deixem de serem cumpridas). Criatividade é a palavra chave  CRIATIVIDADE, esta seria a palavra utilizada para encerrar estas dicas, pois, estando todo mundo em casa, seguindo uma rotina e organização, mesmo assim sobra muito tempo para investir em inúmeras atividades em família, apostando sempre na criatividade, na sua imaginação e na dos seus pequenos. Brinquem, explorem, conversem, contem histórias e SEJAM FELIZES!  Este é um período de renascimento!  Considero este período um renascimento não somente para a sociedade, mas para todos os indivíduos de todas as faixas etárias que nela estão inseridos. A Secretaria Nacional da Família em uma matéria publicada no dia 25 de março, referiu-se a este período como “ um momento para fortalecer laços entre familiares e contribuir para a união de todos”. Sendo assim, que possamos aproveitar e aprender com este período de adaptação que estamos vivendo.]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram