Nossas Noticias

Banco de horas para motoristas da Saúde de Rio Negrinho: presidente do Sindicato dos Servidores garante que convocará reunião

RIO NEGRINHO. Depois da polêmica entrada e retirada da pauta de votação da Câmara de Vereadores, o projeto de lei da prefeitura que estabelece que motoristas da Secretaria de Saúde recebam mensalmente em dinheiro até 60 horas extras mensais, com o restante, se excedido, pago em folga no período máximo de seis meses, deve voltar à pauta em breve. Em fevereiro, motoristas da pasta procuraram a reportagem do Nossas Notícias para relatar descontentamento com a iniciativa, que havia entrado na pauta do Legislativo.

Continua depois do anúncio
Na matéria que publicamos sobre o caso (link no final deste texto), os servidores também declararam que iriam fazer uma manifestação pacífica caso o projeto fosse votado e aprovado pelos vereadores. Eles também adiantaram que caso o projeto fosse aprovado, iriam se limitar a trabalhar no horário padrão da prefeitura. A proposta, foi, na sequência, retirada da pauta de votação dos vereadores a pedido de Adriana Ribas, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rio Negrinho.
Continua depois do anúncio
No dia seguinte, ela confirmou ao Nossas Notícias que iria convocar os motoristas para uma reunião onde a questão seria discutida. Toda essa situação ocorreu há 15 dias e depois disso, conforme a assessoria de imprensa da prefeitura, foram realizadas duas reuniões com os motoristas; a Secretária de Saúde, Fátima Afonso; a presidente do Sindicato, Adriana Ribas o prefeito Júlio Ronconi. De acordo com a administração, os motoristas estão recebendo em dinheiro as horas-extras, num limite de 60 horas-extras mês e após os encontros ficou acordado que eles receberão em dinheiro até 80 horas-extras mês e o excedente irá para um banco de horas. Porém, alguns motoristas procuraram novamente a reportagem do Nossas Notícias.
Continua depois do anúncio
Segundo eles, o tratado não foi formalizado ainda bem como não ficou definido como a prefeitura vai pagar o excedente de horas de novembro para cá “Estamos desde novembro recebendo só 60 horas extras mas muitos de nós trabalhamos mais que isso. Entendemos que esse limite não poderia ser aplicado antes do projeto de lei ser analisado e aprovado pela Câmara, o que ainda não aconteceu. Até o momento nos sentimos de braços atados”.
Continua depois do anúncio
Nesta segunda-feira (09), nossa reportagem entrou em contato com a presidente do sindicato, via WhatsApp. Adriana, que participa de um evento da Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos Municipais de Santa Catarina em Brusque (SC), garantiu que a situação não foi esquecida. Continua depois do anúncio “Nesta quinta-feira (12) estarei em Rio Negrinho e vou chamar os motoristas da Secretaria de Saúde para conversar. Vamos falar sobre esse projeto, se ele vai ou não para votação na Câmara e todos os detalhes dessa situação”. Leia a matéria anterior, clicando no link abaixo: https://nossasnoticias.com.br/2020/02/25/polemica-motoristas-da-secretaria-de-saude-de-rio-negrinho-preparam-manifestacao-na-camara-de-vereadores-nesta-quarta-feira-caso-projeto-va-a-votacao-e-seja-aprovado-pelos-parlamentares/
Anúncios
 ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram