Nossas Noticias

EBM Presidente Castelo Branco comemora 44 anos com muitas homenagens

SÃO BENTO DO SUL. A semana iniciou com muitas homenagens na EBM Presidente Castelo Branco, onde todos os alunos, professores e equipe de profissionais participaram de sessões cívicas alusivas ao aniversário de 44 anos da escola. Na sessão cívica realizada no período matutino, algumas homenagens especiais foram realizadas. O evento homenageou os ex-diretores e contou com a presença de diversos deles, especialmente da primeira diretora da escola, a senhora Célia Dreveck, que esteve atuando na unidade de 1972 a 1976, anos antes inclusive da regulamentação da escola, pois de 1972 a 1975 o prédio abrigava uma extensão da Escola de Ensino Fundamental Orestes Guimarães.

continua depois do anúncio
Além da senhora Célia Dreveck, foram homenageados:
  • Alda Piske – (In Memorian) que foi diretora de 1976 a 1980.
  • Nadir Gonchorowski, diretora de 1980 a 1990, que não pôde estar presente ao evento.
  • Paulo Cembranel (In Memorian) – diretor de 1991 a 1992, e que esteve representado por sua esposa Helga Cembranel.
  • Carlos José Fedalto, diretor de 1993 a 1996 que não pôde estar presente ao evento.
  • Araci Erzinger (In Memorian), diretora de 1997 a 1998, que foi representada pelas filhas Marise Galkowski e Denise Ersinger Schlohl.
continua depois do anúncio
  • Sirlene Munhoz, diretora de 1999 a 2004, presente ao evento.
  • Daguema Josiane Glatz, diretora de 2005 a 2008, que não pôde estar presente ao evento.
  • Ivone de Borba Lenczuk, diretora de 2009 a 2012, presente ao evento.
  • Silvane Terezinha Bayerl, diretora de 2013 a 2016, que não pôde estar presente ao evento.
  • E a atual diretora, gestão 2017-2020, Márcia Sueli Weiller Pscheidt, presente ao evento.
continua depois do anúncio
Na mesa das autoridades, além das ex-diretoras homenageadas, a secretária de Educação Rosemari Strack Cândido e o presidente da Câmara Municipal de Vereadores Peter Alexandre Kneubuehler se fizeram presentes. Durante as homenagens os professores da Escola de Música Donaldo Ritzmann, Maria Luisa Norille Taschek (flauta doce, transversal e musicalização) e Rafael Guimarães (violão) apresentaram algumas canções de choro. Sirlene Munhoz, ex-diretora, falou em nome de todas as diretoras que passaram pela escola.
continua depois do anúncio
Sirlene lembrou das dificuldades de quando a escola não possuía toda a estrutura que tem hoje e de como vem melhorando ao longo do tempo. “A escola não era assim no meu tempo, e cada vez está melhor. Cada diretora que trabalhou aqui deixou a escola melhor, e quero parabenizar a Márcia porque a escola está realmente linda. Parabéns à todos”, disse Sirlene, que lembrou dos anos em que trabalhou no Castelo Branco com muito amor. A secretária municipal de Educação Rosemari Stack Cândido disse estar muito feliz pelos 44 anos da EBM Castelo Branco e destacou o trabalho de todos que participaram desta história. “Todos os diretores que passaram pela escola deram a sua contribuição”, disse.
continua depois do anúncio
Rosemari ainda destacou algumas curiosidades. “A Dona Célia (Célia Dreveck) me contava que certo dia uma jibóia enorme apareceu aqui na escola. Imaginem! Eram outros tempos, e naquela época ela ainda trabalhava em sala de aula, e chegou a ter turma com 46 alunos. Havia sempre muito trabalho, e nos dias de hoje ainda temos muito trabalho. Mas é gratificante, porque todos fazem isso com muito amor”, disse Rosemari. O presidente da Câmara, Peter Alexandre Kneubuehler, disse estar feliz ao saber que a escola inicialmente foi uma extensão da escola Orestes Guimarães, onde estudou por vários anos. Peti se disse muito feliz em poder participar deste momento especial e enfatizou a participação e atuação de alunos, pais e professores que ao longo dos anos foram melhorando cada vez mais a escola.
continua depois do anúncio
Dois ex-alunos da escola também foram convidados para prestar a sua homenagem. Geremias Alves, que estudou de 1987 a 1991 lembrou de como era a escola naquela época, e da alegria em fazer parte da história da EBM Castelo Branco. Geremias disse que lembrava da história da jibóia na escola e também comentou que na época havia um cachorro na escola, que tinha até nome, “Urso”. “Fiz muitos amigos aqui e levo com muito carinho as lembranças desta escola para toda vida”, disse Geremias, que levou seu antigo penal, presente de seu pai, e que usou durante todos os anos em que estudou no Castelo Branco.
continua depois do anúncio
O ex-aluno Luiz Fernando Cipriano, que estudou na escola nos anos 90, também comentou das recordações do tempo de escola e das grandes amizades ali construídas. Luiz ainda animou a manhã com a apresentação de algumas músicas homenageando a escola. Histórico No ano de 1972 foi construído o prédio para funcionamento da extensão da Escola de Ensino Fundamental Orestes Guimarães, que tinha como diretora a senhora Zeneida Bollmann. Depoimentos da comunidade indicam que as primeiras professoras a atuarem foram: Célia Dreveck, Rose Marie Loth, Célia Weiss, Isa Iara Harmel e Célia Batista, que também desempenhavam as funções de professora responsável pelo Grupo Escolar pertencente ao Estado.
continua depois do anúncio
Em 1975, a Lei nº 151 de 18 de dezembro de 1975 regulamentou o funcionamento da escola para Grupo Escolar Municipal Presidente Castelo Branco, homenageando o presidente Humberto de Alencar Castelo Branco (1964-1967) que, em seu mandato destacou-se pela criação do Banco Central, Banco Nacional de Habitação, implantou a Lei de Segurança Nacional e o Cruzeiro Novo. Registros de funcionamento comprovam que em 1º de março de 1976 a escola passou a ser administrada pelo município. Também neste ano, fundou-se a primeira Associação de Pais e Mestres do então nomeado “Grupo Escolar Municipal Presidente Castelo Branco”, tornando-se instituição de utilidade pública.
continua depois do anúncio
Até o ano de 1988, a escola atendia alunos de 1ª a 4ª série. Em 11 de janeiro de 1989, através da portaria 484/1988, o Grupo Escolar passou a denominar-se Escola Municipal Presidente Castelo Branco, ficando autorizado através do Conselho Estadual de Educação, o funcionamento de 5 ª série a 8ª série. Em 1994, a Escola Municipal Presidente Castelo Branco, segundo o que dispõe a Lei nº 291 de 18 de outubro de 1994, passou à denominação de Escola Básica Municipal Presidente Castelo Branco.
continua depois do anúncio
No ano de 2003, conforme Decreto nº 601 de 14 de fevereiro, a Pré Escola Turma da Mônica foi integrada à Escola Básica Municipal Presidente Castelo Branco, que atende crianças da Educação Infantil, Ensino Fundamental I e II. Dados estes retirados do PPP da escola. Atualmente a EBM Castelo Branco conta com um total de 584 matrículas, sendo 134 na Educação Infantil; 227 nos anos iniciais, e 223 nos anos finais.
continua depois do anúncio
continua depois do anúncio
continua depois do anúncio
]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram