Nossas Noticias

Ex integrantes da Banda Marcial Marta Tavares promovem encontro neste sábado

RIO NEGRINHO. Um reencontro de muitas emoções, marcado por intensas lembranças do passado e por muitas expectativas com o futuro. Assim, sem dúvida, será neste sábado (02), o segundo reencontro dos integrantes da Banda Marcial Marta Tavares. A atividade acontecerá na própria escola, que fica no bairro Cruzeiro entre às 16h e 19h e conforme os organizadores todos os que integraram o grupo estão convidados. Segundo Silvia Maria de Britto, uma das idealizadoras da retomada dos trabalhos da banda, até o momento 40 pessoas já estão inscritas para a reunião.

Continua depois do anúncio 
Na pauta, a definição da criação da Associação Banda Marcial Marta Tavares, que tem o objetivo de reunir ex e novos integrantes ao grupo. Para que a entidade seja entre efetivamente em atividade novamente serão discutidas formas de aquisição de instrumentos musicais. No encontro também serão agendados ensaios, entregues camisetas e  distribuídos blocos da ação entre amigos, que tem o objetivo de arrecadado recursos para a formalização e início dos trabalhos do grupo.
Continua depois do anúncio 
Esses foram assuntos tratados na primeira reunião de reencontro do grupo, que aconteceu no dia 19 de outubro, também na Escola Marta Tavares. Na ocasião, os presentes relataram muitas das experiências vividas com a Banda e deixaram a sua importância, não só para a vida de cada um,mas também para Rio Negrinho, uma vez que a Banda Marcial Marta Tavares obteve grande reconhecimento dentro e fora da cidade. Conforme os integrantes, contribuiram para tal sucesso, o apoio dos pais, do professor Valdeci Maia e de sua família, da dedicação e trabalho por parte do professor Egon Hüttl, que transformou também a Banda na conhecida “Banda do Papai Noel”, quando o grupo viajou por dezenas de cidades, se apresentando com roupas com motivos natalinos e na companhia do “Papai Noel” Daniel Floriani, encantando milhares de pessoas. “Lembro que esperei muito tempo até ser chamada para fazer parte da Banda. Era uma disputa muito grande para se conseguir uma vaga. Quando fui chamada foi uma grande emoção e retomar esse trabalho é muito empolgante também. Com a retomada da Banda queremos que   nossos filhos e outras crianças e jovens de Rio Negrinho possam ter a oportunidade de viver experiências tão ricas como as que vivemos. Queremos proporcionar isso a eles, a partir de tudo o que aprendemos. E com certeza aprenderemos muito mais”, destacou Francine Daniele Luko.

HISTÓRIAS MARCANTES, EXPECTATIVAS E MUITO MAIS A AGRADECER

Continua depois do anúncio
O grupo que trabalha na retomada da Banda, agradeceu também todos os outros professores e funcionários que acompanharam cada ensaio, apresentação, preparação de viagens, uniformes, coreografias, evoluções, alimentação, promoções, instrumentos e tantas outras atividades inúmeras. “Que fique registrado, que todos sentimos a dor de ter acabado e, por mais que isso doa, as centenas de crianças e adolescentes que foram beneficiados com este projeto de anos, agradecem de coração toda a dedicação do sr. Egon e sua equipe, como podemos constatar nas manifestações em redes sociais, quando algum ex-aluno publica fotos com o senhor e a Dona Marina. Nossos eternos agradecimentos, saiba que a tarefa foi cumprida!”.

PROFESSOR VALDECI MAIA, UMA INSPIRAÇÃO ALÉM DA MÚSICA

Continua depois do anúncio
“Quem nunca se espelhou nos seus sapatos perfeitamente lustrados? E seguiu seus passos na música?”, relembraram. Eles ainda frisaram que depois que depois que o professor Valdeci foi  “tocar com os anjos”, deixou um sucessor à altura. “Recebemos o professor Alex Sandro Ramos, que nos ensinou a leitura das partituras e com seus espetaculares arranjos. Quem não se arrepiou com a nossa primeira execução de “Total Eclipse”?”.
Continua depois do anúncio 
Além das inúmeras apresentações em várias cidades de Santa Catarina, incluindo a inauguração do Shopping Müller, em Joinville, eles declararam que foram inesquecíveis as viagens ao Rio Grande do Sul em cidades como Gramado, Canela, Bento Gonçalves e Nova Petrópolis. “Quem participou desta história, deve ter recordado de muitas outras situações, inclusive dos Concursos de Bandas e Fanfarras, cheios de emoções e tensões para que tudo desse certo e nos destacassemos. Quantos Festivais do Guaraná no Briskão! Foi inesquecível!”.
Continua depois do anúncio 
Continua depois do anúncio
Continua depois do anúncio 
Continua depois do anúncio 
 ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram