Nossas Noticias

Enfermeiras do Sagrada Família participam de Congresso Catarinense de Amamentação

SÃO BENTO DO SUL. As enfermeiras Jucélia Martins e Francini Werka participaram recentemente do IV Congresso Catarinense de Aleitamento Materno, que aconteceu na Assembleia Legislativa de Santa Catarina nos dias 10 e 11. À reportagem do Nossas Notícias elas contaram que a programação do evento contou com várias palestras com diversos profissionais da área da saúde e jurídica, que falaram  sobre os benefícios imensuráveis da amamentação para a saúde da bebê, da mulher e a família. DESTAQUES

Continua depois do anúncio
Como destaque frisaram as orientações sobre os  direitos e deveres das mulheres gestantes e lactantes, que muitas vezes, ao retornarem ao trabalho são afetadas diretamente em sua saúde emocional já que nem sempre são acolhidas no retorno como deveria ser. DIFICULDADES Dentro das discussões, um fator bem atual também mereceu atenção dos profissionais, como explicaram. “Foi falado sobre os pontos de dificuldades no processo de amamentação e citados  algumas cirurgias plásticas, pircieng e tatuagens. Outra questão é que a mulher do século XXI está muito conectada com o mundo, com as  tecnologias, com o trabalho e às vezes precisa se conectar mais com sua prole, seu bebê, não terceirizando esse cuidado”, comentaram.
Continua depois do anúncio
Jucélia e Francini disseram que hoje no Brasil apenas 39% das mulheres conseguem amamentar exclusivamente no peito até o sexto mês de vida, segundo uma  pesquisa feita pela UNICEF, publicada em agosto de 2017. O MELHOR LEITE DO MUNDO  As enfermeiras lembraram ainda que o leite materno é considerado o melhor alimento do mundo. “É composto por mais de 60 componentes. Amamentar é a estratégia mais sábia, segura, natural, afetiva e protetora, pois supre todas as necessidades físicas e emocionais do bebê, estabelecendo vínculos para a vida toda”. PAIS TAMBÉM DEVEM PARTICIPAR DO PROCESSO 
Continua depois do anúncio
As especialistas frisaram que o processo de aleitamento materno não envolve somente a mãe e o bebê. “Os pais também são beneficiados com o contato com os filhos. Pesquisas recentes mostram que cuidados paternos aumentam níveis hormonais de ocitocina e prolactina no corpo masculino, além de diminuir a testosterona, tornando o homem mais pacífico e amoroso. Por isso a importância de eles apoiarem as mães e participarem efetivamente do processo do aleitamento”. DEVER DE EMPODERAR AS MULHERES PARA A PRÁTICA DA AMAMENTAÇÃO Francini e Jucélia relataram que retornaram bastante satisfeitas do congresso. “É muito importante nos capacitarmos periodicamente no manejo clínico na lactação e acolhimento da mulher, seja ela, gestante, puérpera ou nutriz. Como profissionais de saúde temos o dever de empoderar  as mulheres para a prática e os benefícios da amamentação. Pois amamentar é ato mais democrático que existe, fornecendo o inicio  igual para todos, pois oferece o que existe de melhor no inicio da vida, o leite materno”. DICAS DE AMAMENTAÇÃO
Continua depois do anúncio
Finalizando, as especialistas deram algumas dicas para as mulheres que estão amamentando ou desejam ainda amamentar. “Para se obter sucesso na amamentação é necessário a mulher saber sobre os benefícios para o bebelê e para ela e principalmente ter o envolvimento e ajuda do pai nesse processo tão lindo, prazeroso, transformador, mas também difícil. Uma mãe decidida a amamentar vence todas as dificuldades!”.
Anúncio
     ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram