Nossas Noticias

Será que ele é? Em passagem por Rio Negrinho, árbitro diz que já recebeu cantadas de jogadores, treinadores e outros homens

Anúncios

Margarida Arbítro Show no Restaurante e Churrascaria Amigos da Estrada, onde conversou com torcedores Palmeirenses de Rio Negrinho e região em função do Jogo e Jantar dos Ídolos Palmeirenses
P.S. : REPORTAGEM ESPECIAL DO NOSSAS NOTÍCIAS PUBLICADA EM EDIÇÃO ESPECIAL IMPRESSA PARA O “JOGO DOS ÍDOLOS PALMEIRENSES” com Amaral, Alex e Caio em Rio Negrinho em fevereiro deste ano.  Evento promovido em parceria entre a torcida Palmeirense de Rio Negrinho e a empresa Holder Serviços e Eventos. Na Texto hoje publicado em versão digital. Está demais! Confira! 

RIO NEGRINHO. Nos campos, ele apita jogos de futebol como “uma moça”. Conhece tudo das regras de futebol mas seus trajes e seu comportamento nos intervalos são…um pouco fora do padrão, digamos assim.

E é desta forma – trajado de rosa, “agarrando” jogadores e fingindo subir em cima de traves – que desde 1995 Clésio Moreira dos Santos, mais conhecido como Margarida, faz a alegria de homens e mulheres de todas as idades.

Margarida no Campo do Vila Nova, em Rio Negrinho, durante o jogo dos Ídolos Palmeirenses
Continua depois do anúncio

E em passagem por Rio Negrinho no mês de fevereiro, quando participou do Jogo dos Ídolos do Palmeiras ( com Amaral, Alex e Caio), ele tomou um café da manhã com a reportagem do Nossas Notícias no Hotel Pousada das Araucárias, quando falou um pouco de sua carreira e de seus desafios. Confira!

Katia de Oliveira, do Nossas Notícias com Margarida Arbítro Show

Nossas Notícias – Em menos de um ano você foi chamado para apitar dois jogos com ídolos do futebol nacional e internacional em Rio Negrinho. Se me permite a brincadeira,  o Margarida diria que os homens daqui gostaram dele também? (risos)

Margarida – Acho sim (risos). Estou brincando também! Mas o que posso dizer é que  Rio Negrinho é uma cidade maravilhosa e agradecer a oportunidade que o Romerito e os torcedores rio-negrinhenses do Palmeiras me deram de  mais uma vez de vir abrilhantar um evento que foi um sucesso de público como o que aconteceu. E, claro, espero ter mais oportunidades de voltar e matar a saudade desse público e dos amigos que aqui fiz.

Continua depois do anúncio

Nossas Notícias – Uma pergunta que não tem como não fazer. Em suas entrevistas você garante que não é gay. Mas os homens de forma geral entendem isso? Os jogadores, treinadores… Você já recebeu cantadas deles?

Foto: Portal Amirt

Margarida “Sim, o assédio é uma coisa muito comum na minha carreira como Margarida.Por parte de jogadores, treinadores e outros homens. Inclusive teve uma situação bem surpreendente com um integrante do JEC (Joinville Esporte Clube) uma vez,mas não cito nomes.

Nossas Notícias – E como você costuma “se sair” nestas situações?

Margarida – Eu sempre soube como lidar com isso e com muita educação explico que não sou gay. Mas essa confusão faz parte do espetáculo do Margarida.

Nossas Notícias – O Margarida, com seus trejeitos afeminados é um personagem totalmente atípico não só dentro do campo mas também no meio futebolístico, que é bastante machista. O que os machões do futebol podem aprender com o Margarida?

Margarida –  Primeiro: eu  sempre digo que fui o precursor de colocar uma cor totalmente feminina, que é o rosa, dentro de um esporte totalmente masculino, que é o futebol.

Foto: Última Dívisão

Depois que o Margarida começou a usar o uniforme cor de rosa,menina, o que teve de gente saindo do armário! (risos).

Mas o importante é que o personagem mostra que todos tem seus espaços, independente se são heterosexuais, homossexuais ou quaisquer outras opção em todos os setores da sua vida.

Sabendo fazer o seu trabalho com profissionalismo e respeito às regras, com certeza, qualquer pessoa vai ser sucesso. Porque não adiantava eu ser um personagem engraçado e não conhecer o principal que são as regras do futebol. Tem que unir o útil ao agradável.

Continua depois do anúncio

Nossas Notícias- Falando em regras, o que você acha do árbitro de vídeo?

Margarida – O árbitro de vídeo está funcionando muito bem na Europa e em outros países. Mas na América do Sul, incluindo o Brasil, infelizmente não. Tudo o que vem para ajudar e tirar as dúvidas no futebol será bem vindo, porém o árbitro de vídeo também vai errar porque é controlado por seres humanos e seres humanos erram.

O árbitro dentro do campo erra porque é humano. E com o árbitro de vídeo acontece a mesma coisa.

Nossas Notícias – E como é o mercado profissional para o árbitro no Brasil?

Margarida – No Brasil ninguém pode criticar ou condenar o árbitro por um erro dentro de uma partida de futebol. Porque no Brasil infelizmente o jogador de futebol é profissional, o treinador, o preparador físico, o massagista, o médico… menos o árbitro.

Porque no Brasil infelizmente essa profissão não foi regulamentada ainda pois não interessa aos presidentes de federações, presidentes de CBF, presidente de ligas. Segundo eles, os encargos sociais vão ficar muito altos para eles.

Daí um árbitro tem que se sujeitar a sair do  seu trabalho e ir direto para um aeroporto, para uma rodoviária ou pegar seu automóvel para ir para dentro de um campo de futebol para desempenhar sua atividade dentro de um jogo sendo que ele não teve uma preparação adequada, não se preparou física nem psicologicamente…

Continua depois do anúncio

Nossas Notícias – Esta regulamentação da profissão é uma bandeira sua?

Margarida – Nas minhas redes sociais e nos veículos de comunicação para os quais escrevo ou ainda nos programas que participo arrumo umas encrencas de vez em quando porque defendo essa tese.

Os sindicatos de árbitros não estão nem aí para isso pois  também são comandados por federações. Mas a gente sozinho é ruim, tinha que ter mais gente nessa luta.

Nossas Notícias – E como você fez surgir o Margarida?

Margarida em início de carreira em foto de O Palpiteiro do Futebol Catarinense

Margarida –  O Margarida surgiu em 1995 quando eu estava olhando umas imagens de árbitros folclóricos do Brasil, tipo Morgadinho, Jorge Emiliano, Alvir Renzi… Vi que chamavam a atenção do público com performances diferentes. E como eu já havia sido ator de teatro inventei o personagem Margarida.

Continua depois do anúncio

Nossas Notícias – E como foi a aceitação do público no início da sua carreira?

Margarida – Comecei a colocar o Margarida em prática primeiro nas peladas de bairro, nas preliminares e vi que o público estava gostando daquilo. Daí a partir de 95, 96, comecei a colocar em prática no profissional. E uma das primeiras atuações foi no “clássico da linguiça”, Chapecoense e Concórdia, em Concórdia (SC).

Lá eu “soltei a franga” mesmo! No domingo, para grande surpresa minha, fui matéria em nível nacional na TV Bandeirantes no programa Apito Final, do Luciano do Valle. Ele ajudou muito na minha carreira.

De lá para cá pegou a moda. O impacto que deu no clássico da linguiça foi uma coisa muito gostosa, com muito respeito, o pessoal gostou muito.

Nossas Notícias – O futebol é naturalmente um meio onde há muita disputa. Você já se envolveu em algum tipo de “bola dividida” que te deixou mal na carreira ou mesmo pessoalmente?

Margarida – Graças a Deus, no futebol carrego grandes e boas amizades. Não tenho inimigo dentro do futebol. Tem os chatos, como tem em todos os lugares (risos). Mas no geral carrego grandes e boas amizades  com jogadores, treinadores, dirigentes e todos os profissionais do meio.

Só uma vez, em 2004, um sujeito que não está mais aqui assumiu o Departamento Técnico da CBF e me fez uma reprimenda, não queria mais que eu fizesse o Margarida e começou a me sacanear com as escalas.

Daí resolvi parar de atuar no futebol profissional e me dedicar exclusivamente ao Margarida Árbitro Show.

Nossas Notícias – E como é o teu trabalho, tua rotina profissional?

MargaridaComo  Margarida Árbitro Show já viajei todo o Brasil. Tenho uma agenda cheia de janeiro a dezembro e até agora já participei, como convidado, de eventos em 40 países.

Continua depois do anúncio

Nossas Notícias – E quais seus planos?

Margarida – O único projeto que eu tenho é que Deus me mantenha com saúde e disposição e que me dê de presente essas pessoas maravilhosas que tenho conhecido Brasil afora. Isso para que eu possa continuar dando alegrias ao povo brasileiro.

]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram