Nossas Noticias

SÓ PARA CASAIS! Vocês brigam?

Coluna quinzenal escrita por Lincol Drosdek, psicólogo (CEP 12/13766 e 08/IS 468), especialista em Atendimento de Casais, Atendimento Familiar , Atendimento Individual e Consultoria Organizacional. Também é palestrante. Contatos: (47) 9.96628092 lincolpd@yahoo.com.br …………………………………………………………………. Falar de casal é um tema um tanto quanto complexo. Ainda mais na atualidade, onde as pessoas procuram fórmulas mágicas para um relacionamento feliz,  do tipo “10 passos para um relacionamento saudável”, dentre outras “receitas” prontas que existem nos confins da internet e às vezes oferecidas por profissionais sedentos por ganhar dinheiro, pouco se importando com a qualidade de vida das pessoas ou com a subjetividade do ser humano. Recentemente fui desafiado pela amiga Katia, para escrever sobre temas relacionados aos casais. Aceitei, é claro!  A abrangência desse tema, a experiência em clínica e as dúvidas que possivelmente irão surgir durante as leituras realizadas por você, querido leitor, certamente serão combustíveis para novos textos que irão surgir. Te provocando! Para inaugurar esta coluna, gostaria de trazer algumas reflexões e este será o meu objetivo sempre, pois como citei acima, não quero mostrar as “receitas” do que é certo e errado em um relacionamento, mas sim, provocar os leitores para refletirem acerca de suas posturas no cotidiano. Vocês brigam? Sem mais delongas, a reflexão inicial que trago aqui é relacionado a algo muito comum entre os casais:

  • Vocês brigam?
  • Quando fazem isso, são por motivos atuais ou sempre acabam trazendo mágoas antigas para se juntarem às novas?
Uma autora da área da psicologia, chamada Solange Rosset, traz um pensamento interessante sobre este tema. Ela cita em uma de suas obras, que o fato do casal brigar, não quer dizer que tudo está indo por água abaixo, mas sim, destaca que é importante estar atento ao fato de como o casal briga e quais os conteúdos que permeiam tais situações. E não é que as brigas podem ser funcionais? As brigas podem ser funcionais (funcional pode ser considerado aquilo que traz saúde, aprendizagem e evolução para ambos). Isso quando o casal está disposto a se trabalhar, dialogar, ouvir um ao outro e buscarem melhorar-se, com humildade e paciência mútua. O contrário disso, ou seja, uma briga disfuncional é aquela em que há a intenção de ofender, defender apenas o seu ponto de vista, julgar, ferir (física e emocionalmente), trazer mágoas antigas e que não foram resolvidas na época em que deveriam ter sido trabalhadas, etc. E agora? Sendo assim, fica a pergunta para você: Quando você briga, é de maneira funcional ou disfuncional? Até a próxima coluna, daqui a 15 dias!  ]]>

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram