Nossas Noticias

Base Florestal de SC é tema de documento estatístico lançado pela ACR

ESTADO. Se no passado a madeira foi explorada indiscriminadamente, colocando sob ameaça de extinção árvores como imbuia e araucária, hoje a realidade é outra em Santa Catarina. O setor que produz madeira é um dos que mais preserva o meio ambiente. Isso porque as árvores utilizadas para madeira industrial, principalmente do gênero Pinus, são plantadas exclusivamente para esta finalidade.

Além disso, o setor que ocupa pouco mais de 01 milhão de hectares de área (713 mil hectares com pinus e 316 mil com eucalipto), tem outros 680 mil hectares sob seus cuidados, protegidos e preservados, o que representa mais de 30% de toda a cobertura nativa no estado.

A indústria de árvores plantadas em Santa Catarina está entre as mais produtivas do mundo. O gênero Pinus, da espécie taeda, encontrou em terras catarinenses o melhor local do planeta para se desenvolver. As maiores taxas de crescimento desta espécie estão nas regiões serranas de Santa Catarina.

Empresas que processam a madeira também se destacam quando se trata de volume de produção e comercio exterior. Santa Catarina é o maior exportador de madeira serrada de coníferas. Cerca de 42% de tudo que é exportado deste tipo de produto, sai de Santa Catarina. Ano passado este volume representou uma movimentação de US$ 332 milhões.

Nosso estado também é líder isolado na exportação de portas de madeira (71% do volume nacional), US$ 324 milhões em 2021. Quando falamos de móveis de madeira, Santa Catarina também está na frente. Em 2021 foram US$ 352 milhões e 44% do volume exportado pelo Brasil.

Um estudo contratado pela Associação Catarinense de Empresas Florestais (ACR) aponta que em Santa Catarina existam 9,4 mil empresas que fazem parte de algum segmento ligado ao setor florestal de árvores plantadas. Isso significa algo em torno de 103 mil empregos diretos.

“O Anuário Estatístico de Base Florestal para o Estado de Santa Catarina é um documento que propicia valorizar e reconhecer a importância do setor de base florestal para o nosso estado. Ele é uma ferramenta para auxiliar as tomadas de decisões dos investidores, dos poderes executivo e legislativo”, destaca Alex Wellington dos Santos, presidente da ACR.

Todos os números serão apresentados em detalhes nesta quinta-feira (14) em Lages, cidade sede da ACR. A cerimônia de lançamento da IV edição do Anuário Estatístico de Base Florestal para o Estado de Santa Catarina está marcada para as 19 horas, no Serrano Tênis Clube. Na mesma noite acontece a solenidade de posse da nova diretoria da associação.

O novo presidente será o engenheiro florestal Jose Mario de Aguiar Ferreira, é responsável pelas áreas de suporte a operação da Resource Management Service (RMS) no Brasil. Ele substituirá o também engenheiro florestal Alex Wellington dos Santos, diretor de operações do Grupo Marchetti.

Mais números

O Anuário Estatístico de Base Florestal para o Estado de Santa Catarina (ano-base 2021), identificou 2 milhões de hectares plantados com pinus no Brasil. Deste total, 35% estão no estado de Santa Catarina. São 713 mil hectares, um aumento de 20 mil hectares em relação ao ano de 2020 (693 mil hectares).

A produção sustentada de madeira a partir de plantios florestais em Santa Catarina está em torno de 34 milhões de metros cúbicos por ano. Deste total, 21,7 milhões de m³ é madeira produzida em plantios de Pinus e 12,3 milhões de m³ é madeira de Eucalyptus.

A produção catarinense de madeira em tora representou 11% do total produzido no país em 2021, foram 27 milhões de m³. O estado ocupa a 4ª posição entre os maiores produtores nacionais.

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram