Nossas Noticias

Psicólogos nas escolas estaduais desenvolvem ações de prevenção às violências e estratégias em saúde emocional

Foto: Henrique Pizzolo/SED

SANTA CATARINA. Desde o início do ano letivo, uma equipe de bibliotecários, nutricionistas, assistentes sociais e psicólogos foi contratada de forma inédita para atuar na rede estadual de ensino.

No total, são 244 profissionais que já estão trabalhando no órgão central da Secretaria de Estado da Educação (SED) e nas 36 Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) para qualificar e ampliar a atuação pedagógica junto às escolas da rede estadual.

Os 64 psicólogos que atuam no acompanhamento das demandas nas 1.053 unidades estão vinculados à Gerência de Modalidades e Diversidades Curriculares da SED. Eles desenvolvem ações de prevenção às violências na escola, bem como promovem estratégias de intervenção sobre saúde mental e emocional.

O trabalho dos psicólogos possui como base a Política Estadual de Educação, Prevenção, Atenção e Atendimento às Violências na escola, existente desde 2011 e promovida pelos Núcleos de Educação e Prevenção (NEPRE), com representantes nas CREs e nas unidades escolares.

O NEPRE envolve-se em discussões sobre combate às violências, uso e abuso de substâncias psicoativas, Cultura da Paz, Práticas Corporais, Programa Saúde nas Escolas (PSE), Combate ao Bullying, entre outras.

Integração com especialistas

Como explica a psicóloga da CRE de Florianópolis, Gisele de Mozzi, o trabalho dos profissionais é articulado com a comunidade escolar, gestores e a rede, para entender os fenômenos sociais que acontecem no contexto dos estudantes.

“Nosso trabalho busca contribuir com as relações na escola, sempre pensando em ações conjuntas de enfrentamento e prevenção às situações de violência que perpassam o seu contexto”.

As demandas chegam a partir da realidade de cada unidade de ensino, fazendo uma escuta da comunidade escolar, para trabalhar e promover a saúde integral no âmbito da educação. Além da integração com os coordenadores do NEPRE nas escolas e nas CREs, os psicólogos trabalham em sintonia com os orientadores educacionais das 1.053 unidades escolares da rede estadual.

O trabalho dos profissionais inclui também o suporte às escolas em ações como: elaboração de projetos de prevenção às violências, promoção de estratégias de intervenção sobre saúde mental, sofrimento psíquico, questões emocionais, ameaças ou violações de direitos humanos e sociais, além de políticas públicas voltadas ao enfrentamento de preconceitos, discriminações e desigualdades.

O psicólogo Daniel Dall’Igna Ecker, atuante na equipe multiprofissional da SED, destaca que a inserção desses profissionais em 2022 é um marco histórico para a educação de Santa Catarina.

“Nossa profissão foi regulamentada em 1962 e há anos nossos Conselhos Profissionais lutam por nossa inserção no âmbito da educação”.

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram