Nossas Noticias

Auxílio de R$ 568 mensais para estudantes na região: mais de 1,1 mil alunos das escolas estaduais foram contemplados

Foto Ricardo Woffenbüttel/Secom

Um total de 1.175 alunos do Ensino Médio e EJA das escolas estaduais de Rio Negrinho, São Bento do Sul e Campo Alegre foram contemplados com o Auxílio Bolsa Estudante, programa do governo estadual que garante o pagamento de 11 parcelas de  R$ 568 para cada selecionado.

A iniciativa tem o objetivo de combater a evasão e o abandono escolar de jovens em situação de vulnerabilidade social e que eventualmente podem deixar a escola para contribuir com a renda familiar. 

De acordo com as informações da Gerência Regional de Educação, o resultado da seleção foi: 

Rio Negrinho

EEM. Manuel da Nóbrega: 255 contemplados  EEB. Jorge Zipperer: 83
EEB. Luiz Bernardo: 50

Campo Alegre

EEB. Lebon Regis: 93
EEB. Argemiro Gonçalves: 43

São Bento do Sul

EEM. Roberto Grant: 166
EEB. Frederico Fendrich: 95
EEB. Celso Ramos Filho: 231
EEB. Carlos Zipperer Sobrinho: 106
CEDUP: 24
CEJA : 19

A lista de estudantes elegíveis para receber o auxílio segue as regras previstas no decreto e no cadastro dos alunos nas escolas foi publicada oficialmente pelo governo do estado no final de abril. 

As famílias que se inscreveram no CadÚnico após a última atualização estarão elegíveis a participar do programa Bolsa Estudante a partir do próximo ano. Em Rio Negrinho, quem desejar fazer a inscrição deve agendar atendimento com a Secretaria de Assistência Social.

Para se cadastrar, o estudante deve pertencer a uma família que estava inscrita no Cadastro Único (CadÚnico) do governo federal em dezembro de 2021, considerando que a atualização mais recente dos dados foi em janeiro de 2022. Até dois integrantes de uma mesma família podem receber o benefício.

O pagamento será dividido em 11 parcelas de R$ 568, com pagamento retroativo ao mês de fevereiro, quando teve início o ano letivo. 

Caso o aluno contemplado pelo Bolsa Estudante não apresente frequência mínima de 75% na escola durante o mês, perderá a parcela do auxílio correspondente ao período. Quando a frequência mínima não for atendida durante três meses consecutivos, ele perderá o direito ao benefício.

Ainda segundo o edital, o estudante que for reprovado no ano letivo em que recebeu a bolsa não poderá ser contemplado no ano seguinte. O programa não se aplica aos estudantes em situação de privação de liberdade ou em cumprimento de medida socioeducativa de internação.

Iniciativa está incluída no Programa Gente Catarina

Iniciativa lançada pelo Governo do Estado em 2021, o programa Gente Catarina consiste na atuação integrada dos diversos órgãos da administração estadual para elevar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) dos 61 municípios catarinenses com os menores indicadores.

Na Educação, uma das principais ações vinculadas ao programa é o Bolsa Estudante, auxílio financeiro concedido aos estudantes que mais precisam, com o objetivo de combater a evasão e o abandono escolar de jovens em situação de vulnerabilidade social e que eventualmente podem deixar a escola para contribuir com a renda familiar.

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram