Nossas Noticias

Moradores da Albino Burlikowski aguardam solução para resolver problema da grande quantidade de poeira na rua, que fica no Campo Lençol, em Rio Negrinho

Por acaso nossa reportagem, na última semana passando pela rua Albino Burlikoski, no Campo Lençol, se surpreendeu com uma situação que posteriormente moradores declararam sofrer há vários anos.

Na via, a quantidade de pó era tão grande, que fazia veículos e pedestres “sumirem” em meio à poeira.

Paramos e conversamos com algumas pessoas que contaram um pouco do drama diário que enfrentam, fato confirmado quando fomos depois na casa de uma das moradoras.

“Colocar a roupa no varal é difícil, fica tudo sujo”, comentou um morador.

A moradora que nos convidou para entrar em sua casa, contou que trabalha fora e por isso a casa fica fechada a maior parte do tempo.

“Mas mesmo assim precisamos tirar toda a poeira a cada dois dias, pelo menos. Muitas vezes limpamos a casa pela manhã e no final da tarde já está tudo empoeirado novamente”.

Ela falou também que a família procura economizar, reutilizando a água da máquina de lavar roupas para limpar o chão.

“Há muito tempo que é assim. Eu acredito que poderiam colocar concreto usinado na rua. Quando vem, o caminhão pipa ajuda, mas não resolve”, lamentou, comentando que acredita que alargar a rua também poderia ser uma solução para a situação.

Procurada por nossa reportagem, a prefeitura não se manifestou.

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram