Nossas Noticias

58,24% da população vacinável de São Bento do Sul já recebeu pelo menos a primeira dose da imunização contra o Covid

Nesta quinta-feira (22) foi realizada nova reunião do Comitê de Crise da Covid-19, em São Bento do Sul. Desta vez o foco do encontro foi analisar os números quanto a atendimentos relacionados ao coronavírus no município. E os dados mostram que ainda o momento é de preocupação, em especial quanto ao índice de casos confirmados ante os suspeitos.

Atualmente, conforme a enfermeira e coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Cristiane Jantsch Sestren, 58,24% da população vacinável, ou seja, acima de 18 anos de idade, já teve a primeira dose das vacinas aplicada. Mas, ainda faltam 26.868 pessoas para serem vacinadas e outra preocupação é quanto ao envio de doses por parte do Ministério da Saúde. São Bento do Sul recebe aproximadamente 2 mil doses por semana de vacinas, mas este quantitativo é insuficiente para cumprir o calendário do governo estadual.

Cristiane ainda reforçou que a Secretaria Municipal de Saúde tem condições de vacinar até 2 mil pessoas por dia, mas isso somente será possível com as doses chegando.

“A gente tem capacidade de aplicação, mas faltam as vacinas”, lamentou.

Segunda dose:

Quem está prestes a receber a segunda dose de vacinas em São Bento do Sul também deve ficar atento a algumas regras. Conforme Cristiane, quem fez o cadastro para a primeira dose no site (vacina.saobentodosul.sc.gov.br) deve acessar o próprio site perto da data marcada para a aplicação, pois lá será informado local, data e hora.

No caso de pacientes que fizeram o cadastro por telefone, ainda no início do processo de imunização, nestes casos a Secretaria de Saúde entra em contato via telefone com os pacientes.

Preocupação:

Mas um ponto que vem preocupando a Secretaria de Saúde é quanto ao percentual de pessoas que deixam de se vacinar. Em São Bento do Sul, em média 10% da população nas respectivas faixas etárias não fazem o cadastro. E à medida que a vacinação avança para as faixas etárias mais jovens, aumenta o número de quem não se vacina.

Variante Delta:

A médica Andrea Duvoisin ainda fez uma apresentação sobre a variante Delta do coronavírus. Ela explicou que esta mutação do vírus tem 50% mais poder de contaminação se comparado à Alfa, a qual já tinha 50% maior poder se comparada ao coronavírus original.

“Ela é muito mais contaminante”, destacou.

Por isso, ela voltou a pedir cautela quanto a liberações de novas atividades no município, pois alguns casos da Delta já estão sendo relatados em estados e cidades próximas a São Bento do Sul. Andrea citou exemplo de um navio que está atracado no porto de São Francisco do Sul e com todos os seus tripulantes proibidos de deixar a embarcação devido à confirmação de casos. Nesta semana também houve confirmação de óbito pela variante na cidade vizinha de Piên, no Paraná.

? Veja a matéria completa em:

https://www.saobentodosul.sc.gov.br/noticia/19240/ainda-e-periodo-de-cautela-nas-liberacoes

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram