Nossas Noticias

Mulheres Empreendedoras da região participam do ciclo de capacitações do Circuito das Araucárias

REGIÃO – A terceira e penúltima noite de capacitações do Circuito das Araucárias de Cicloturismo e Caminhantes contou com a participação de mulheres empreendedoras da região, na noite de ontem. A iniciativa é do Consórcio Quiriri com o objetivo de reunir parceiros do circuito ao longo dos quatro municípios que integram o consórcio.

Uma das empreendedoras a falar na capacitação, cuja transmissão aconteceu através do Youtube do Destinos do Quiriri (youtube.com/destinosdoquiriri), foi a rio-negrinhense Casciane Antunes, atual presidente da Associação Empresarial de Rio Negrinho (Acirne) e também proprietária da empresa Cedro Rosa Café.

Casciane falou sobre sua experiência como empreendedora e destacou que desde que iniciou sua atividade sempre foi em busca de parceiros para atender todo tipo de publico que pudesse vir até o café. “Buscamos capacitação e orientação para todos colaboradores para entender como atender melhor o cicloturista”, citou.

“É uma grande oportunidade para falarmos da nossa cidade, introduzir nas falas um pouco da nossa história e o que temos na cidade. O cicloturista está aberto, está a vontade. Já aconteceram situações de atendermos o cicloturista sozinho e ele retornar com família, então essa é a ideia de criar nele o desejo de voltar e trazer mais pessoas”, diz Casciane.

Ela também comentou sobre outras iniciativas adotadas pelo seu empreendimento como forma de trazer uma experiência diferente para quem vem até o café. “Investimos por exemplo em souvenires, que é algo que eles possam levar. Eles querem levar algo da cidade, algo produzido aqui”, exemplificou.

“A ideia não é só atendermos o publico, mas também fazer parcerias com produtores locais, que produzem aqui, e trazer essas experiências para os cicloturistas. Tem muito ainda a ser explorando, a ser envolvido. Notamos que antes da pandemia muitos já buscavam essa experiência, que aumentou muito após a pandemia”, encerrou.

Pousada rústica

Harryet Bruske, da Pousada Ponte de Pedra, integra o Circuito das Araucárias desde 2013, época em que iniciou adaptações e expandiu o local até então dirigido pelos seus pais. “Inicialmente meus pais atendiam os turistas, depois me capacitei e iniciei o atendimento frente a questão de que o cicloturismo foi aumentando”, conta.

“A pousada que é rústica recebeu adaptações para atender melhor os cicloturistas. Era uma casa antiga com apenas quatro quartos, mas ampliamos esse número tanto de quartos como também de banheiros. Hoje nossa hospedagem é de até 36 pessoas”, comenta ainda a empreendedora.

Experiência enriquecedora

Já Poliana Mafra Spitzner, da Alpina de Turismo e Cicloturismo, falou sobre a experiência de já ser cicloturista antes de seu empreendimento começar a focar nesse tipo de mercado. “São 21 anos de turismo e sete anos de cicloturismo, mas antes de iniciar no cicloturismo eu já conhecia outros roteiros de diferentes trechos”, explicou.

“Foi enriquecedor conseguir absorver a experiência de outros circuitos e até hoje continuo visitando outros circuitos como forma de ver as diferenças, trazer coisas boas e identificar também as dificuldades que eles enfrentam”, cita.

Poliane explicou que o principal objetivo de sua agência é fazer com que os cicloturistas saiam do circuito de uma forma enriquecida, que consigam agregar algo e não apenas utilizem a rota. “Que eles vivenciem a vida de quem vive nos locais por onde passa o circuito, que conheçam a gastronomia local, conheçam histórias”, sugere.

Para quem não acompanho as capacitações anteriores do Circuito das Araucárias, os vídeos podem ser vistos através do canal do YouTube do Destinos do Quiriri (youtube.com/destinosdoquiriri). A quarta e última capacitação do projeto acontece na próxima quinta-feira (29), com início às 19 horas.

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram