Nossas Noticias

Campanha “Preciso Viver” , da Rede Feminina de Combate ao Câncer, enfatiza necessidade do tratamento da doença não ser interrompido

RIO NEGRINHO. A redução no número de pessoas em busca do tratamento de câncer durante a pandemia acendeu um alerta da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Instituto Nacional do Câncer (Inca) e se tornou objeto esse ano da campanha “Preciso Viver” promovida pelas Redes Femininas de Combate ao Câncer (RFCC) em todo o país. Quem falou sobre o tema ao Nossas Notícias na manhã de hoje, foi a presidente da Rede Feminina de Rio Negrinho, Alexandra Bacic, que reforçou a necessidade da continuidade do tratamento da doença, tendo em vista o fato de que quando mais cedo houver o diagnóstico, melhores serão os resultados desse tratamento e a possibilidade de cura. “Esse estudo da OMS e do Inca mostrou que houve uma baixa na procura durante a pandemia o que pode ter sido ocasionado devido ao medo das pessoas se contaminarem pela Covid-19”, apontou Alexandra. “Mas o diagnóstico tardio é muito prejudicial, enquanto que o precoce facilita o atendimento”, lembrou a presidente. Ela reforça a tese de que as pessoas que apresentem qualquer sintoma que possa indicar o câncer, devem procurar a unidade de saúde mais próxima de sua casa, a Rede Feminina ou ainda o hospital. “O foco é que não se pare o tratamento, quem tem câncer não pode esperar. Quem tiver qualquer sintoma deve procurar o diagnóstico o quanto antes”, diz. Ações Prevista inicialmente para acontecer até o mês de maio, a RFCC promoverá a campanha “Preciso Viver” também durante o mês de junho, visando promover a conscientização do maior número possível de pessoas. Dentro da iniciativa estão prevista duas lives com datas ainda a serem definidas, explica Alexandra. “Uma dessas lives será com ex-presidente estadual das RFCC e atual coordenadora de tratamento de pacientes, Sônia Maria Rieg Fischer, que irá abordar a questão emocional. Também teremos uma live com a psicóloga Santa Cecilia Marques, que abordará os fatores emocionais durante o tratamento de câncer”, detalha a presidente. A live com Alexandra e a psicóloga Cecília Marques vai acontecer nesta quinta-feira (13), às 20h na página do nosso portal, o Nossas Notícias, no Facebook ( assista clicando neste link na data e horário do evento ). “Dia D” A RFCC ainda promoverá o “Dia D” focado no trabalho com pacientes no qual acontecerá um ensaio fotográfico com as mesmas. “Teremos a parceria de um fotógrafo nesse dia e as pacientes também serão maquiadas e penteadas”, antecipa Alexandra. A ação também terá a apresentação de vídeos com orientações e depoimentos. Atendimento A RFCC de Rio Negrinho possui atualmente cerca de 17 mil cadastros e realiza atendimento de exames preventivos nas segundas-feiras no período da tarde e nas quartas-feiras no período da manhã, sem necessidade de agendamento. A entidade também promove visitas nas casas de pessoas que estão realizando tratamento, levando remédios e dando orientações. Alexandra lembra ainda que a Rede Feminina realiza o empréstimo de cadeiras de rodas, de banho e andadores para as pessoas que necessitam. Próteses de mamas, perucas e lenços também são emprestados como forma de trazer mais qualidade de vida para quem passa pelo tratamento contra a doença. São oferecidos ainda atendimentos psicológicos e de fisioterapeuta, sendo este último em sistema de rodízio levando em consideração o período de pandemia. “Buscamos atender da melhor maneira possível quem passa por esse momento tão difícil”, encerra a presidente. Mais informações podem ser obtidas pelo fone (47) 3644-0479. Promoções

                                                                                                 
   
                                                                                                         ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram