Nossas Noticias

Uma voltinha de ultraleve por Rio Negrinho foi o presente que surpreendeu de Amábili Ribeiro em seu aniversário de 13 anos

RIO NEGRINHO. Amábili Ribeiro Madruga completou 13 anos no dia 21 deste mês e dentre tantos presentes, ganhou um bem diferente e desafiador: ela realizou o sonho de andar de avião. E ela não precisou ir longe para viver essa aventura, pois tudo aconteceu aqui mesmo na cidade; no aeródromo, onde acompanhada dos seus pais e da nossa reportagem,  foi recebida por três pilotos: Luiz Guilherme Jantsch, Fernando Silva e Maurício Zanella, piloto comercial da Gol há mais de 10 anos. Amábili voou com Luiz Guilherme, que tem um Super Coyote Ultraleve, e contou um pouco da experiência. “Foi bem legal! Eu sempre tive curiosidade de saber qual era a sensação de estar nas alturas. O Guilherme foi bem legal também, pois foi conversando comigo, perguntou onde eu morava e então me levou para ver a minha casa e a minha vizinhança lá do alto. Aparece tudo bem pequenininho, é incrível! Também passamos em diferentes bairros e foi bem emocionante poder ver o município de ângulos tão diferentes, bem no dia que a cidade completa 141 anos e na semana em que completei 13”, falou, garantindo que não sentiu medo em nenhum momento. Os pais, Anderson e Patrícia, comentaram que Amábili gosta muito de aventuras radiciais e é bastante corajosa. Eles garantiram também que ela não puxou a nenhum dos dois no gosto pelas alturas ( hehehe ). Mas independente disso, a verdade é uma só: nós três ficamos morrendo de vontade de voar também ! (rsrsrsrsrs). Os pilotos ressaltaram que Amábili chegou num excelente momento para vôo, pois a tarde deste sábado (24), estava bastante propícia, com sol, céu limpo e nada de vento. Paixão que só aumenta Eles também contaram um pouco de suas histórias com o mundo das aeronaves. Luiz Guilherme pilota há mais de dez anos e se formou em um curso específico na área em Joinville (SC). A paixão vem de berço, pois seu pai, Carlos, também pilota há vários anos. Maurício Zanella é de São Bento do Sul e trabalha como piloto comercial há quase 20 anos. Ele confessou que a paixão pelas alturas é tanta que mesmo quando está de férias, como agora, sempre dá aquela “passadinha” no aeródromo de Rio Negrinho, local que também frequenta desde a infância. “É que são coisas diferentes. Voar pela Gol é um trabalho, que gosto muito, com certeza. Mas voar aqui é paixão. São as mesmas coisas, mas com duas abordagens “, garantiu. Zanella também relatou que cresceu dentre as aeronaves. “Meu pai voava primeiramente no avião de um empresário de São Bento do Sul. Daí esse empresário faleceu e foi formado um aeroclube na cidade, com uma pista também. Eu cresci correndo de bicicleta no aeroclube aqui também, … E fiz dessa paixão a minha profissão”. Fernando Silva, assim como Luiz Guilherme, é de Rio Negrinho e cresceu visitando milhares de vezes o aeródromo da cidade. Ele contou que houve uma fase em que os pilotos se reuniam cedo no local e depois de um primeiro bate papo, escolhiam, por exemplo, fazer um peixe para o almoço. “Daí pegavam um dos aviões, iam até São Francisco do Sul, porque é rapidinho chegar lá, coisa de 15 minutos. Lá, pousavam em uma pista, pegavam um táxi, compravam peixes e voltavam pra Rio Negrinho. Naquele tempo tinha mais de uma dúzia de aeronaves aqui no aeródromo, voando o dia todo. Eu vinha pra cá direto, sempre esperando uma carona. Lembro que meu primeiro vôo foi com o Carlos Machado, que hoje é piloto da Emirates. Voar é uma paixão mesmo, uma ‘cachaça'”, como se diz no popular.  E aí, será que a Amábili já ficou viciada? Vamos esperar o tempo mostrar! P.S.: Quem desejar conhecer o aeródromo de Rio Negrinho e saber mais sobre o trabalho realizado pelo Aeroclube, pode ir até o local aos sábados a tarde, quando há vários sócios, que podem fazer visitas guiadas no espaço. Vale lembrar também que, conforme as placas no aeródromo, é proibido entrar sem autorização bem como usar a pista como cenário para fotos e vídeos. Também é proibido o uso de drones no local e os que entram lá sem autorização estão sujeitos a várias penas, incluindo prisão. Saiba mais clicando aqui: Você sabia? Entrar no Aeródromo de Rio Negrinho sem autorização é crime e pode resultar até em prisão Confira alguns cliques que ela fez lá de cima!  Alguns cliques da aventura:  Promoções      

 
                                                                 ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram