Nossas Noticias

Bombeiros de Santa Catarina receberam mais de 3 mil trotes nos três primeiros meses de 2021

REGIÃO.  O famoso 193, telefone usado pelo Corpo de Bombeiros no atendimento de ocorrências, muitas vezes para salvar vidas é, infelizmente, ainda muito usado para trotes. Prova disso é que entre janeiro e março deste 2021, a corporação recebeu nada mais, nada menos que 3.385 chamadas desse gênero em Santa Catarina. No ano passado, também entre janeiro e marco,  foram registradas 5.320 chamadas que poderiam ser a emergência para socorro a outra pessoa. No final do ano, o total chegou a 14.826 trotes.

De acordo com a corporação, somente no 9º Batalhão de Bombeiros Militar, que abrange o Planalto Norte do Estado e onde existem duas Centrais de Operações – São Bento do Sul e Canoinhas, foram registrados 0,6% e 0,8%  de ligações como sendo trotes.

O comandante da corporação rio-negrinhense, tenente João Ricardo Prochmann, lembra que o trote para os bombeiros, além de ser um crime, pode mobilizar uma equipe toda para uma ocorrência que não é real. “Ao estar empenhado em atender uma ocorrência de um trote vamos estar gastando tempo, além de dinheiro em combustível, e empenho de hora humana”, diz. “Nossa equipe poderá empenhar uma guarnição, às vezes para um local ermo, enquanto poderia estar se deslocando para uma emergência. Isso acaba prejudicando nosso tempo resposta e nós agimos muito na velocidade, o nosso tempo resposta é a marca registrada dos bombeiros”, enfatiza. Crime O trote aos serviços de emergência é um crime previsto no Código Penal e quando identificado, o autor é enquadrado no artigo nº 340 do Código Penal: falsa comunicação de crime ou de contravenção, cuja pena é detenção de um a seis meses ou multa. Promoções  
                                                     ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram