Nossas Noticias

POLÍCIA CIVIL DE RIO NEGRINHO ALERTA PARA O "GOLPE DO MOTOBOY" OU DO "CARTÃO CLONADO"

Como o os criminosos agem?
🔶 Inicialmente, a vítima, geralmente pessoas idosas, recebe ligação do criminoso, (homem ou mulher, nos últimos casos tratava-se de uma pessoa do sexo feminino) em seu TELEFONE FIXO, que se passa por funcionário de banco e afirma que houve compra indevida com o seu cartão bancário. O golpista alega que o cartão da vítima foi ou possa ter sido clonado e pede que ela o cancele.
🔶 Após, os criminosos solicitam que a vítima desligue o telefone e faça contato direto com o número oficial da instituição bancária, pelo seu telefone fixo, para que seja solicitado o cancelamento.
🔶 Ocorre que, ainda que a ligação seja para o número real/oficial do banco, ela é direcionada/desviada para a linha do criminoso que não desligou a sua ligação inicial, se valendo então dessa falha do sistema para enganar a vítima.
🔶 A partir daí, a vítima, imaginando estar falando com o banco, repassa todas as informações bancárias, como número e senha do cartão.
🔶 Visando dar maior credibilidade à sua conduta, o criminoso ainda pede para a vítima destruir seu cartão magnético, menos o chip, colocá-lo em um envelope e que alguém do banco irá passar para pegá-lo.
🔶 Com isso, o “falso funcionário do banco ou motoboy” se dirige à residência da vítima, se apodera de todos os cartões com senha e realizaram gastos significativos, sejam realizando compras em lojas virtuais ou efetuando saques fraudulentos em agência.
🔶 O golpe apenas será efetivado se a vítima retornar a ligação ao banco de seu telefone FIXO. JAMAIS isso deve ser feito.
🔶 Apesar da prisão de dois indivíduos que fazem parte da organização criminosa, no dia 05.03.2021, em São Bento do Sul, o bando ainda continua agindo e causando prejuízos financeiros significativos às pessoas de Rio Negrinho e região, em sua maioria contra pessoas vulneráveis.
👉 Como se proteger?
* O banco não solicita a nenhum de seus funcionários que recolha cartão clonado, muito menos quer saber de sua senha bancária.
* A vítima não deve retornar a ligação de seu telefone fixo como solicitado pelo golpista.
* Jamais repasse o cartão, o número e a senha a quem quer que seja, muito menos por telefone. O banco não faz esse tipo de solicitação. Sempre desconfie.
* Caso tenha sido vítima do golpe, deverá registrar Boletim de Ocorrência, procure anotar o nome e, se possível, registrar foto da pessoa e/ou veículo suspeito de participar do crime (aquele que se dirigiu à residência da vítima e recolheu os cartões).
Promoções
]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram