Nossas Noticias

60 posses de drogas e quatro prisões por tráfico nos dois primeiros meses do ano em Rio Negrinho, apontam dados da PM

RIO NEGRINHO. Com base no balanço apresentado essa semana pela Polícia Militar de Rio Negrinho no atendimento as ocorrências nos primeiros meses do ano, o comandante da corporação, Tenente Cleverson Kalil de Souza, falou a reportagem do Nossas Notícias sobre as ações com foco preventivo e repressivo ao combate do tráfico de drogas. Ao todo foram registradas 60 posses de drogas e quatro tráfico de drogas já nos primeiros dois meses de 2021. “O tráfico é um grande problema da sociedade, o tráfico não é tão simples assim, ele não caminha sozinho. Pelo contrário, envolve uma grande rede de crimes”, diz o comandante. “O uso de drogas é um grande problema não apenas de segurança pública, mas também de saúde pública e causa grandes impactos na vida em sociedade e também nas pessoas de bem”, aponta Kalil. O comandante aponta para uma série de crimes que tem relação direta com o tráfico, que vão desde o furto até as ocorrências de lesão corporal. “O usuário não tendo dinheiro para comprar a droga, comete delitos como furtos que vão desde os em residências até os de material em cobre de cemitérios, só para sustentar o vício”, lembra. “Esse material furtado é entregue para uma terceira pessoa que passa a ser um receptador e já gera mais um crime”, exemplifica. “Temos também as situações mais graves como a lesão corporal. Muitas vezes de posse de uma arma branca o cidadão, sob efeito de entorpecente, pode ferir gravemente outras pessoas. Pode cometer homicídios e latrocínios, tudo com envolvimento com o tráfico de drogas”, comenta o comandante. Trabalho repressivo A prática de abordagem visando a verificação de pessoas que estejam portando drogas é uma das ações mais utilizadas pela PM. “Realizamos o procedimento correto da apreensão das drogas e fazemos a responsabilização perante as leis, perante o judiciário e Ministério Público”, explica Kalil. “Realizamos todo um trabalho de identificação dos pontos de tráfico e prisão de traficantes. Tudo para justamente dar uma resposta a esse tipo de crime que traz grandes consequências a todos”, complementa. Ações preventivas Como uma das principais ações preventivas desencadeadas pela Polícia Militar, o comandante destaca o Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) que já formou mais de 11.300 crianças no município. “Nossa previsão é de formar mais 560 crianças esse ano. Essas crianças vão estar cientes do malefício das drogas, podendo evitar a rede criminal causada pelas drogas”, encerra. Promoções

   
  ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram