Nossas Noticias

Novo comandante da PM em Rio Negrinho, Cleverson Kalil fala de seus planos à frente da corporação

[caption id="attachment_38614" align="alignnone" width="300"] Foto: Katia de Oliveira[/caption] RIO NEGRINHO. A Polícia Militar começa o ano na cidade com um novo comando, que está agora sob responsabilidade do 1° Tenente Cleverson Kalil de Souza. Ele assumiu o posto no final de dezembro, substituindo o capitão Jean Carlo Denk, que está atuando em São Bento do Sul. Kalil recebeu nossa reportagem na última semana no Quartel da PM, quando falou sobre seus planos à frente da Companhia. Para 2021  O comandante enfatizou que está se dedicando em especial ao planejamento das ações para este ano. “O planejamento é muito importante para que a gente tenha um rumo, metas a serem cumpridas e definição de prioridades. Inclusive, estou ouvindo cada setor da corporação. Eles estão apresentando as demandas internas e na sequência vamos estabelecer uma dinâmica de trabalho com relação a isso, buscando sempre melhorias para aprimorar o nosso trabalho à comunidade”. Aquisições Questionado sobre se pretende buscar novas aquisições para o quartel, Kalil declarou que essa também é uma questão que está em estudo. “Ainda vamos definir o que é necessário, mas basicamente posso dizer que queremos focar também na manutenção da nossa frota. Hoje temos várias equipamentos de qualidade. Então precisamos manter e até adquirir mais equipamentos e armamentos para que nosso policiais possam prestar um serviço sempre de qualidade”. Também com relação a aquisições, Kalil descartou que para que elas aconteçam às vezes é necessário o apoio de diferentes instituições, em uma soma de esforços pela comunidade. “Segurança pública é cara. Então esse apoio das instituições também é importante na busca por recursos. Neste sentido posso dizer que sempre que precisamos, recebemos o apoio da prefeitura e de vários outros órgãos de representatividade”. Efetivo Além da passagem de comando, a PM em Rio Negrinho conta agora com um novo efetivo, que é o 3° Sargento Adriano Müller, preparado especialmente para exercer a gerência de pequenas frações de unidades operacionais. “Inicialmente surgiu a possibilidade dele ser destacado para outras cidades, mas deu certo de vir para nossa região e felizmente agora Rio Negrinho tem mais um sargento para exercer  principalmente a função  de fiscal de policiamento e de gestão efetivo. É uma uma função chave e estávamos precisando, pois tinha poucos sargentos aqui”. De acordo com o comandante, atualmente Rio Negrinho possui 43 policiais, número este que ainda está um pouco abaixo do ideal, que seria de 50 policiais. “Claro que quanto mais policiais atuando, melhor. Hoje dá para dizer que com a qualidade do serviço do nosso pessoal, dá pra trabalhar de forma bem legal nas diversas áreas de policiamento com a equipe que temos, seja na prevenção ou na própria resposta às ocorrências. Mas se tivéssemos mais efetivo já não seria necessário reduzir a equipe quando precisamos encaminhar policiais para a Operação Veraneio no litoral, por exemplo”. Interior da cidade também é prioridade Dentre as metas de trabalho no comando da PM, Kalil frisou que a área rural, que abrange a maior parte do município em extensão territorial , também receberá atenção redobrada, através de uma parceria da Polícia Militar com a Polícia Militar Ambiental, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil, Ministério Público, Poder Judiciário e Prefeitura. “Hoje a Polícia Militar tem uma guarnição destacada exclusivamente para esse fim e com certeza estaremos mantendo as operações que já vinham sendo deflagradas justamente para coibir a questões do abigeato, caça e pesca ilegais e outras. E visamos sim, uma ação integrada para dar cada vez mais segurança aos municípes. Essa atuação, eu acredito que seja fundamental”. Relacionamento com a comunidade Além destas, outra proposta de trabalho que o comandante destacou é ouvir a comunidade, procurar identificar e resolver eventuais problemas, tanto internamente, como no policiamento em geral. “Já tive uma reunião com um integrante líder de uma das nossas redes de vizinhos, para discutir situações da segurança. Também vamos analisar  possíveis criações de novas Redes de Vizinhos, pois esses grupos hoje são os diversos olhos da polícia na comunidade. Eles auxiliam a questão da segurança em seu bairro e até mesmo no município de forma completa,  porque identificam muitas vezes um suspeito que está rondando uma área, pessoas que estão entrando em uma residência para cometer um furto, onde estão sendo traficado drogas ou onde há pessoas usando, por exemplo. Isso aí auxilia no serviço da polícia, tanto para a repressão desse tipo de crime quanto para mudanças que precisavam haver em determinada comunidade, visando a prevenção”. Comando à disposição da comunidade Kalil finalizou enfatizando que o Comando da PM está à disposição da comunidade. “Estamos abertos para receber sugestões de com relação ao policiamento e até mesmo , críticas. Tudo isso é importante porque a Constituição Federal estabelece que a questão da segurança pública é dever do Estado, das polícias e demais órgãos mas também é responsabilidade de todos. O objetivo é melhorarmos sempre”. Promoções  ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram