Nossas Noticias

Escola Selma Teixeira e Academia de Letras promovem live sobre formação de escritores e contação de histórias nessa segunda, 30

RIO NEGRINHO. Muitas pessoas gostam não só de ouvir histórias mas também de contá-las. Há ainda quem  gostaria de aprender a contar histórias, seja para os filhos, netos ou público em geral. Outras tantas, gostam muito de ler e gostariam de escrever um livro ou tem manuscritos guardados mas não sabem como proceder. Para orientar esses públicos, a direção da Escola Selma Teixeira Graboski promove uma live em parceria com a Academia de Letras de Rio Negrinho nessa segunda-feira (30), às 20h, no canal da escola no YouTube ( clique aqui para assistir ). A atividade faz parte do projeto de leitura Formação de Escritores , das professoras Inajara Niesukowski e Karin Priscila Rodecz Moreira Riske. “A leitura é de fato muito importante. Tudo o que nós trabalhamos na escola em cima da formação de escritores e  incentivo à leitura é para que nossos alunos sejam mais conscientes e ativos dentro da sociedade”, destacaram as diretoras Alexandra Taborda Berti e Simone Aparecida de Borba Pereira. O encontro virtual terá, além da participação das professoras e diretoras, as orientações de : Vanisse Tureck de Oliveira Professora na Fundação Municipal de Cultura de Rio Negrinho, contadora de histórias, trabalha na Biblioteca Municipal, membro do Conselho Municipal de Política Cultural Márcia Habowsky Cristofolini Graduada em Letras – Língua Inglesa e Pedagogia. Tem especializações em Psicopedagogia (2004) pela Universidade do Contestado (UnC) e em Língua Espanhola e Literatura (2000) pela Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL) além de  Aperfeiçoamento em Redação pela UNICAMP (junho 2019). Em 1990 iniciou os trabalhos na área de Educação como professora no Colégio Cenecista São José, permanecendo por quinze anos na função. Atualmente, é professora de Língua Portuguesa no Colégio Caminho do Saber. Dorneles Simões de Oliveira Membro da Academia de Letras do Brasil de Santa Catarina Seccional Rio Negrinho, assistente jurídico, empreendedor ( dono da Lynx, empresa que realiza a edição de livros, dicionários, atlas, enciclopédias, etc., impressos, eletrônicos (CDs) e digitais, aquisição de direitos autorais para a edição e disseminação de livros e  gestão de direitos autorais de obras literárias), membro do Conselho Estadual de Cultura. Em 2019, foi finalista do Prêmio Elisabete Anderle, de nível estadual, em proposta apresentada com os também rio-negrinhenses Cleverson Vellasques, Leandro Araújo e Nikolas Peyerl. Promoções

   ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram