Nossas Noticias

"Vereador tem que ser um porta voz do povo, e é isso que vou ser", garante Roseli Zipperer do Amaral

RIO NEGRINHO. Roseli Zipperer do Amaral é bastante conhecida na comunidade. Foi secretária, professora e diretora na Escola Marta Tavares e sua trajetória a tornou referência na comunidade, tendo em vista que acumula visivelmente nas redes sociais o apoio de ex-alunos e familiares e também de outros profissionais com quem trabalhou.
Agora aposentada, depois de 25 anos de trabalho, neste ano ela contou que aceitou o convite do atual prefeito, Julio Ronconi ( PSDB ), para ser candidata a vereadora nesta que foi sua primeira campanha política.
“Aceitei porque achei que agora era a hora de me dedicar com exclusividade para um trabalho com a comunidade, sem ter um vínculo com outra função”.
Roseli se autodefiniu como uma pessoa da paz, que sempre teve um bom relacionamento com as pessoas em geral e que principalmente, gosta de trabalhar com as pessoas.
“Essa campanha foi muito legal, encontrava as pessoas nas ruas, que me diziam que eu sempre fui igual, que não mudei porque era candidata e eu acho isso muito importante. Vou continuar sendo a mesma pessoa como vereadora”.
“Iniciante na política”, como falou, Roseli relatou que o apoio que recebeu da sua família, de famílias da comunidade, dos amigos e do partido foram fundamentais na campanha.
“Tudo isso foi muito importante! Não tive uma grande equipe trabalhando para mim, tive os amigos que trabalharam na parceria, que me ajudaram… E também visitei muitas casas, usei muito ‘a sola do pé’, como se diz. Muitas vezes saí sozinha para pedir votos. Agora que estou me acostumando a sair daquela rotina de acordar muito cedo, sair às ruas e voltar tarde, pois segui esse ritmo direto nos 45 dias”.
Projetos e representatividade
Ela declarou também entender que é muito significativo o fato de a cidade ter elegido três mulheres para a Câmara, para legislar justamente com os homens, que ainda são maioria na política de forma geral.
Sobre projetos, ela enumerou:
“Entendo que devo legislar, fiscalizar as ações e uso do dinheiro público, ser uma porta voz entre a comunidade e a Câmara de Vereadores. O vereador tem que ser esse porta voz e é assim que vou ser. Também estou me colocando a par dos projetos em andamento.
Naturalmente, meus compromissos também são batalhar firmemente pela minha classe, que são os professores bem como pelos alunos. Buscar mais vagas de turno integral, cursos profissionalizantes, melhorias na cultura, no turismo, na saúde … Enfim, trabalhar com comprometimento e dedicação, de trabalhar de forma correta, como fiz toda a minha vida”.
Roseli disse ainda que entende que da mesma forma que visitou tantas casas durante a campanha, deve continuar nas ruas, com o povo, agora que foi eleita.
“Me proponho a estar com a comunidade. Vou continuar na rua, com a população. Na campanha não consegui ir em todos os lugares, mas agora vou estar junto, vendo o que o povo precisa, não me omitindo em nada, ‘ metendo a mão na massa’ mesmo, como sempre fiz”.
Roseli naturalmente também ficará na Câmara, onde além de participar das sessões, vai receber a comunidade, participar de reuniões e trabalhos diversos.
“Estou muito ansiosa, tudo o que é novo nos causa essa sensação; mesmo com as experiências que eu já tenho. Mas com minha boa vontade e muito estudo vou conseguir passar bem por todas as situações que possam acontecer.. Acredito que quando a gente se coloca para fazer as coisas bem feitas, as coisas acontecem”.
Reivindicações durante a campanha
A vereadora eleita contou que durante a campanha ouviu muitas reivindicações da população. Porém o que mais lhe chamou a atenção foram pedidos para um bom atendimento nos órgãos públicos.
“Isso me deixou muito pensativa. Não podemos generalizar e não estou dizendo que não haja um bom atendimento nos órgãos públicos mas quero fiscalizar bastante isso. Acredito que se você é bem atendido num posto de saúde, por exemplo, mesmo que precise esperar bastante tempo, você fica bem. Numa loja, se você é bem atendido, você volta. Somos todos iguais, ninguém é melhor que ninguém e temos que ser todos tratados da mesma forma”.
Agradecimentos
“Agradeço aos que confiaram em mim. Vou trabalhar por todos os mais de 40 mil habitantes de Rio Negrinho, para mostrar que o que eu me propus a fazer eu vou fazer”.
Promoções
]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram