Nossas Noticias

"Um dia altamente positivo para a Justiça Eleitoral", destaca juiz sobre o domingo de votação em Rio Negrinho

[caption id="attachment_34377" align="alignnone" width="300"] Da esquerda para a direita: Anderson Moser e Manassés Vilaim de Andrade, do cartório eleitoral e o juiz eleitoral Rubens da Silva Neto[/caption] RIO NEGRINHO. O domingo (15) foi uma data decisiva em cidades de todo o Brasil. Afinal, milhares de eleitores escolheram seus representantes nas Câmaras de Vereadores e nas prefeituras. Em Rio Negrinho não foi diferente e para que a votação pudesse transcorrer dentro da normalidade conforme a avaliação do juiz eleitoral Rubens da Silva Neto, foi necessário um trabalho em conjunto que começou muito antes do pleito em si, visando inclusive dar mais segurança aos eleitores, com cuidados redobrados de prevenção ao COVID 19. Na tarde deste domingo (15), nossa reportagem esteve no Cartório Eleitoral, onde além de conversar com o juiz eleitoral, também conversou com Manassés Vilaim de Andrade, chefe do Cartório Eleitoral do município. Eles avaliaram o andamento da votação, que ocorreu entre às 07h e 17h, em 18 locais da cidade. “Podemos avaliar o dia como altamente positivo, demos mais um passo em nosso processo democrático. A Justiça Eleitoral não pode perder a oportunidade de agradecer especialmente a todos às cerca de 400 pessoas que colaboraram nesse processo: voluntários, convocados, pessoal que atuou no grupo de apoio, ao Ministério Público Eleitoral, Bombeiros, Polícia Civil, Polícia Militar, … Enfim, nossa gratidão a todos os que contribuíram para que pudéssemos avaliar o pleito eleitoral dentro da normalidade”, destacou o juiz Rubens. Ele também salientou a importância do trabalho da equipe do Cartório Eleitoral, na pessoa do chefe de cartório, Manassés e relatou que 312 mesários trabalharam no pleito. “Tivemos um nível baixíssimo de ausência de mesários, de menos de 6%. Também não tivemos nenhuma intercorrência, pois já havia pessoas programadas para esse tipo de situação de modo que a avaliação da Justiça Eleitoral é extremamente positiva. O que também nos deixou satisfeitos foi que não foram encontrados derrames de santinhos nos arredores dos colégios, o que demonstra o amadurecimento da sociedade, refletido nos candidatos e seu alto nível”. O juiz finalizou agradecendo toda a comunidade pela compreensão dos diferenciais da votação em função da pandemia. “Tivemos uma eleição em meio a uma pandemia mas não tivemos incidentes graves. Todos cooperaram, observaram o uso permanente de máscara e de álcool em gel. Foi um dia muito importante e a  mensagem é de esperança para o futuro, espero que todos fiquem bem”. Cartório Eleitoral O chefe do Cartório Eleitoral destacou que houve no domingo baixíssimas contingências. “Só tivemos duas trocas de urnas, uma no Manoel da Nóbrega e uma no Jorge Zipperer. Mas foi um índice baixíssimo de manutenção com urna eletrônica e cabe destacar que foram situações resolvidas. O TSE nos encaminhou urnas que tem só o botãozinho para ligar e desligar, tudo foi auditado, foi um processo muito transparente”. Manassés frisou também a importância do apoio incondicional do juiz eleitoral na logística do processo, inclusive junto nos locais de votação. “Foi um trabalho muito importante, que nos ajudou muito. Afinal, o trabalho incluiu 78 urnas distribuídas em 100 sessões eleitorais. Minha mensagem também é de agradecimento. A  comunidade colaborou bastante, inclusive privilegiando a votação dos mais idosos no horário das 07h as 10h, que foi a recomendação da Justiça Eleitoral”. Promoções  ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram