Nossas Noticias

Resultado da eleição para Conselho do IPRERIO foi alterado após recurso de candidata, declara presidente do Instituto

RIO NEGRINHO. O resultado da eleição para o Conselho do IPRERIO ( Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Rio Negrinho) foi alterado depois que a servidora aposentada Josenita Lek Doerlitz entrou com um recurso questionando o resultado divulgado pela Comissão Eleitoral no dia do pleito (confira a matéria clicando aqui), conforme declarou Edgar Anton, presidente do Instituto à reportagem do Nossas Notícias. De acordo com ele, o edital das eleições previa que o conselho Fiscal seria formado por dois membros da ativa e um membro inativo (aposentado). Por isso, conforme Edgar, o Conselho Fiscal fica definido agora com: Elinton José Fink, Azilde Schoen e Josenita Lek Doerlitz. Desta forma, Orlando Araújo, que na classificação geral obteve a quarta colocação em número de votos (175) e a terceira colocação para o Conselho Fiscal, não ocupará o cargo. Os membros do Conselho Administrativo continuam os mesmos, porque Fátima Afonso, que ficou com a segunda colocação na eleição para a equipe, é servidora aposentada da prefeitura. Orlando Araújo conversou com nossa reportagem e garantiu que já sabia do item que dava uma vaga para os aposentados no Conselho Fiscal. Ele disse que está conformado com a situação mas considera que o instituto falhou na condução do pleito quanto à divulgação das regras. “O instituto falhou em não apresentar de forma clara para os servidores a informação de que os conselhos precisavam ter um membro aposentado. Acho que se esse esclarecimento tivesse sido feito antes, o resultado da eleição teria sido outro. No mínimo deviam estar relacionados os servidores ativos e os inativos para que os servidores soubessem com clareza quem estavam ajudando a eleger”. Ele disse que deseja sucesso à Josenita e que sabe que o edital das eleições ficou no mural do Iprerio. “Isso é fato. Mas minha obrigação como candidato era colocar meu nome como um dos que estava a disposição para o cargo e não esclarecer o que o edital dizia porque isso era obrigação do Iprerio. Acredito que se quisessem fazer uma eleição clara para os servidores de forma geral deveriam ter agido de outra forma. Porque muitos que votaram em mim, por exemplo, podem até se sentir lesados porque não vou estar os representando”. Araújo frisou que continuará a fiscalizar as ações da prefeitura e do instituto, independente de quem seja o próximo prefeito. “A saúde financeira do instituto é meu principal objetivo, para dar garantia para aqueles que vão se aposentar. É importante ter quem fiscalize as ações do prefeito a favor do servidor. Senti falta de um suporte dos vereadores nos últimos anos porque eles sempre aprovaram os projetos de pedido parcelamento da dívida da prefeitura para com as contribuições trabalhistas dos servidores sem exigir um plano de ação para que esses parcelamentos não fossem  recorrentes, como vem acontecendo nos últimos 12 anos, nas três administrações do município”. Promoções    ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram