Nossas Noticias

Suspeito de fornecer drogas para São Bento do Sul e Rio Negrinho é preso após investigações da DIC de São Bento do Sul

RIO NEGRINHO. A DIC de São Bento do Sul desencadeou uma operação na cidade de Florianópolis onde foi localizado um indivíduo que há mais de dois anos estava foragido da Justiça, nesta quarta-feira (16). O rapaz foi identificado pela Polícia Civil, em 2018, como mandante de crimes de homicídio contra pessoas ligadas a uma facção rival à integrada por ele. As investigações da Polícia Civil também apontaram que a motivação dos crimes seria justamente a disputa por pontos de venda de drogas. Ocorre que, conforme as informações da PC, após a conclusão das investigações e a prisão de alguns suspeitos, este sujeito deixou São Bento do Sul para evitar ser preso, passando a utilizar inclusive nomes falsos para residir em outras cidades. Recentemente as investigações da DIC revelaram que o suspeito, que já havia sido denunciado perante a Justiça por aqueles delitos, seria responsável pelo fornecimento de drogas para que traficantes efetuassem a venda na região de São Bento do Sul e Rio Negrinho, e então novo inquérito policial foi instaurado contra ele. Após uma densa análise de informações, os investigadores descobriram dois endereços nos quais o denunciado poderia ser encontrado, ambos em Florianópolis (SC), para onde o Poder Judiciário expediu ordens de busca e apreensão para prisão do suspeito e coleta de material probatório para ser utilizado no processo. Com apoio da Coordenadoria de Operações e Recursos especiais (CORE) e das Unidades da 7ª e 8ª DPs da Capital, a DIC efetuou o cumprimento dos três mandados de prisão que estavam expedidos contra o suspeito e ainda apreendeu com ele maconha, MDMA (êxtase), balança de precisão, e outros objetos que comprovam os elementos iniciais da investigação. Além dos processos em trâmite, o indivíduo deverá ainda responder à outra ação penal pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e integração de organização criminosa, cujas penas máximas somadas podem ultrapassar 33 anos de prisão.

Promoções
   ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram