Nossas Noticias

Iniciaram na última semana as Vistorias nas propriedades cadastradas no PSA em São Bento do Sul

SÃO BENTO DO SUL. Na última semana iniciaram-se as visitações técnicas nas propriedades cadastradas no PSA, Programa de Pagamento por Serviços Ambientais de São Bento do Sul. Um dos objetivos do programa está vinculado à preservação da água, o que garante o abastecimento público do município de São Bento do Sul, além de melhorar cada vez mais as condições ambientais nas bacias hidrográficas onde o programa está implantado, sendo as bacias hidrográficas dos rios Vermelho, rio Negrinho II e do rio Banhados. Nesta fase, todas as propriedades serão vistoriadas seguindo o cronograma de visitação que engloba as 35 propriedades cadastradas. Diversos quesitos são observados e pontuados, e de acordo com as observações atendidas, define-se o valor a ser pago ao proprietário no pagamento anual do PSA. Segundo Ricardo Gonzalez Frontana, chefe de divisão de Meio Ambiente da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, “os resultados são animadores especialmente em uma área onde foi realizado um plantio de 150 mudas. Trata-se de uma área que se encontrava em processo de regeneração natural, e foi realizado o enriquecimento com espécies arbóreas fornecidas pelo viveiro do município em dezembro de 2018. Foram plantadas no local 35 mudas de Cedro, 35 de Araçá, 35 de Pitanga, 15 de Gabiroba e 30 de Pinheiro”, explicou. No último mês de junho inclusive Ricardo coordenou a entrega de 1.100 mudas de árvores na área do PSA. Conforme comentou, “além da importância de preservarmos a água também enriquecemos a flora dando oportunidade de criarmos cordões naturais de vegetação nativa favorecendo assim o deslocamento de animais silvestres nessas áreas”, disse Ricardo, que ainda concluiu que “as visitações são uma oportunidade de ouvir opiniões, sugestões  e solicitações referentes ao programa o qual somente tem recebido elogios”. Paulo Schwirkowski, chefe da Divisão de Resíduos Sólidos Urbanos no SAMAE e coordenador do Programa, ressalta a importância das vistorias anuais, uma vez que os proprietários participantes têm o compromisso assumido de garantir a preservação ambiental de suas propriedades, além de recuperarem áreas não utilizadas e APP’s com vegetação nativa. Ele comenta que também está sendo finalizada a instalação de uma Estação de Monitoramento do Rio Vermelho, o que permitirá ao SAMAE monitorar dados de vazão, turbidez e sedimentos ao longo do tempo. A previsão é de que em poucas semanas os dados da Estação já estejam disponíveis para consulta no site do próprio SAMAE. As inspeções prosseguirão pelas próximas semanas e posteriormente todos os relatórios serão finalizados para que os pagamentos possam ocorrer, provavelmente durante o mês de novembro em data a ser confirmada. Anúncios Anúncios - Nossas Notícias  ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram