Nossas Noticias

ALERTA EM RIO NEGRINHO. Com confirmação de morte de bugio com febre amarela na vizinha São Bento do Sul, Saúde de Rio Negrinho reforçará campanha de vacinação na cidade

RIO NEGRINHO. Na tarde de hoje foi confirmada pela Vigilância Epidemiológica de São Bento do Sul  a primeira morte de um bugio por febre amarela. Tanto profissionais da Vigilância quanto demais profissionais da Saúde estão reunidos neste momento para debater ações a serem realizadas no município, tendo em vista que a febre amarela pode ser fatal também em humanos.

Continua depois do anúncio 
Em função do alerta na cidade vizinha, nossa reportagem conversou agora a pouco com Liege Krueger, coordenadora da Vigilância Epidemiológica em Rio Negrinho. Ela destacou que a Vigilância, em parceria com a Secretária de Saúde, Fátima Afonso, vem fazendo já há algum tempo várias campanhas de vacinação da febre amarela, tendo em vista os indícios que há cerca de um ano vieram surgindo em solo catarinense. “Porém, a adesão tem ficado abaixo do esperado. Pelos nossos dados, cerca de 5 mil pessoas em Rio Negrinho ainda não tomaram a vacina. Este é um número bastante alto, tendo em vista que passa dos 10% da população”, alertou.
Continua depois do anúncio
Liege disse que hoje a tarde houve uma reunião com profissionais de saúde e ficou decidido que além de um reforço na campanha de conscientização, os agentes comunitários de saúde vão fazer uma busca ativa nos bairros, buscando identificar quem ainda não tomou a vacina. Porém, independente disso, ela frisou que a população precisa urgentemente procurar a vacina, que é gratuita nos postos.  “Quem não tem certeza se já tomou a vacina, não tem a carteira de vacinação ou em outro caso de dúvida, pode tomar a vacina. Não faz mal se nesses casos a pessoa tome uma segunda dose”.
Continua depois do anúncio 
A enfermeira também frisou que a vacina é a única forma eficaz de se proteger da doença, que não é contagiosa entre humanos e transmitida através de uma picada de um  mosquito fêmea infectado pelo vírus da doença. No meio urbano a febre amarela  é transmitida principalmente por mosquitos da espécie Aedes aegypti. Na semana passada um macaco morto foi encontrado em Rio Negrinho e resgatado pela Vigilância. Liége explicou que agora as equipes da Vigilância e da Saúde esperam o resultado do exame que vai mostrar se o animal estava contaminado pela doença. Segundo ela, o material do macaco foi enviado para um laboratório em Florianópolis (SC), porém o resultado do exame pode demorar, tendo em vista que vários macacos mortos foram encontrados na região e no estado neste mês.
Continua depois do anúncio 
Ela finalizou lembrando que a vacina da febre amarela está à disposição da população no posto de saúde do centro das 07h às 18h30 sem fechar para o almoço e nos postos dos bairros das  07h30 às 11h e das 13h às 16h30. Quem deve se vacinar  
Continua depois do anúncio 
 
  • Crianças a partir de 9 meses e adultos com idade até 59 anos, 11 meses e 29 dias,
  • Pessoas com 60 anos ou mais devem passar por uma avaliação médica antes de tomar a vacina
Quem não pode tomar a vacina 
Continua depois do anúncio 
 
  • Gestantes
  • Pacientes de câncer 
  • Imunodeprimidos
O QUE FAZER SE VOCÊ ENCONTRAR UM MACACO FORA DE SEU HABITAT E/OU ANDANDO NO CHÃO
Continua depois do anúncio 
 
  • LIGUE IMEDIATAMENTE para a Vigilância Epidemiológica (36444238, em horário de expediente e 36463600 depois desse período),
 
    • LEMBRE: NÃO MATE NENHUM MACACO! O mosquito transmissor tem preferência por picar macacos e se ele não tiver o animal para picar há mais chance de picar humanos
 
  • SE O MACACO ESTIVER MORTO não mexa nele
 
  • ATENÇÃO: macaco andando no chão é sinal de suspeita que esteja contaminado
Anúncios
 ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram