Nossas Noticias

"Turismo não é para turistas, é em primeiro lugar para melhorar a qualidade de vida dos moradores da cidade", destaca especialista alemão em Rio Negrinho

RIO NEGRINHO. Hans Peter-Sattler, professor da Universidade de Munique, na Alemanha e também especialista em destinos turísticos, palestrou em Rio Negrinho na manhã de hoje no Café Boutique Cedro Rosa. Ele participou de uma reunião com membros do Conselho Municipal de Turismo ( Comtur), voluntários da Câmara Técnica do DEL ( programa de Desenvolvimento Econômico Local) , profissionais da prefeitura e prefeito Júlio Ronconi. Durante a apresentação, ele contou com o serviço da professora e tradutora Cláudia de Oliveira.

Continua depois do anúncio
O especialista, que integra a Comitiva do DEL, que acompanha e orienta os municípios que adotaram o programa (oriundo de Essen, na Alemanha), relatou as impressões que teve a partir das apresentações sobre projetos turísticos que acompanhou ontem em reunião na Acirne e também das visitas que fez em pontos turísticos da cidade. A partir de todos esses dados, ele elencou observações sobre como Rio Negrinho pode ter um setor turístico ainda mais desenvolvido. Confira as dicas do especialista!  
Continua depois do anúncio 

TURISMO SE FAZ PRIMEIRO PARA A POPULAÇÃO LOCAL

“Turismo não se faz para os turistas. Turismo, em primeiro lugar, tem que ser feito para os moradores e para que eles se sintam melhor. Isso é indiscutível! Estive na Praça do Avião, por exemplo, e vi como aqueles bancos da praça não são bons nem para as pessoas locais nem para os turistas. Esse é um exemplo de algo simples  que deve ser melhorado”.

RIO NEGRINHO TEM O SUFICIENTE

“Tive muita sorte de ver pontos atrativos em Rio Negrinho ontem e a primeira visão é de que se tem o suficiente em Rio Negrinho. Entendo que é  preciso achar uma conexão com a história da cidade. Creio que uma boa ideia seria se tornar uma ‘cidade irmã’ de algum município da Europa, já que aqui vocês tem muitas informações sobre os refugiados de lá, que vieram para o Brasil e aqui se instalaram. Essa é uma riqueza cultural e histórica que pode ser explorada turisticamente também”.
Continua depois do anúncio 

FOCAR NO POSITIVO

” Em turismo o que vale é o positivo. Ao   invés de reclamar que o restaurante está fechado no domingo o ideal é ficar no fato de que ele está aberto todos os outros dias”.

ADEQUAÇÕES NO PARQUE PAUL HARRIS

“Fui no Parque Paul Harris, um lindo lugar! Mas lá uma placa que diz proibido isso,proibido aquilo. Mas não tem placa que mencione o que é permitido. Esse espaço nunca deveria ser usado como ponto de utilização de drogas. Por isso também  creio que ali deveria ter uma pessoa de plantão sempre. Não só para garantir o bom uso mas principalmente para receber e orientar visitantes. Outra dica é achar uma forma para que escolas da região levem seus alunos lá. Investir em educação turística é investir no futuro do setor”.
Continua depois do anúncio 

USAR O RIO NEGRINHO PARA A PRÁTICA DE ESPORTES 

“O rio Negrinho poderia ser usado para a prática de esportes que não exigem muita profundidade, como o ‘boia cross’. E porque não promover esses esportes, passeios e ainda paradas para o pessoal comer entre o trajeto?”.

PAPAI NOEL GIGANTE EM CIMA DA CHAMINÉ. POR QUÊ NÃO?

“Sobre o Natal Encantado é preciso mais divulgação principalmente no Instagram, stories do Instagram. Tem muitas pessoas que conhecem o Natal Encantado de Rio Negrinho mas tem muito mais pessoas que não conhecem. E porque não inovar, colocando um grande Papai Noel em cima da chaminé?”.

FAZENDA EVARISTO E FESTIVAIS 

“Soube que a Fazenda Evaristo atrai cerca de 20 mil pessoas por ano. São pessoas que vem unicamente para a Fazenda. Neste sentido é urgente uma integração entre o centro, a cidade com a Fazenda Evaristo, com o objetivo de trazer o público da Fazenda para Rio Negrinho. Hoje posso dizer que a Fazenda Evaristo não precisa do Centro mas o Centro precisa da Fazenda Evaristo”.
Continua depois do anúncio 

PERGUNTAS DO PÚBLICO

Hans também respondeu a várias perguntas do público, dando algumas dicas de como trabalhar melhor o marketing e buscar novos mercados para as empresas de móveis, estabelecimentos turísticos, comércio e serviços locais. Ele finalizou  enfatizando que acredita que o futuro não é nada sem passado, que sabe que Rio Negrinho já foi uma potência no setor moveleiro e que acredita que as comunidades podem renascer das cinzas, numa alusão a novos achados rumo ao desenvolvimento. “Estou aprendendo muito com Rio Negrinho também e espero, sinceramente que quando eu voltar, tenham havido movimentações com relação a tudo o que conversamos aqui”. Interessados em conhecer mais sobre o COMTUR, sobre o DEL e suas Câmaras Técnicas, podem entrar em contato pelo fone 36448911ou 36446131.
Anúncios
     ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram