Nossas Noticias

Em Rio Negrinho, homem é agredido por populares após bater em mulher até deixá-la inconsciente

RIO NEGRINHO. O domingo (15) foi marcado por duas ocorrências de agressão à mulher (lei Maria da Penha em Rio Negrinho. Em uma das ocorrências, que aconteceu à noite, a Polícia Militar foi acionada via Copom, (Central de Operações da Polícia Militar) para averiguação de uma briga generalizada no Bairro Vista Alegre.

Continua depois do anúncio 
De pronto as guarnições dirigiram-se até o local do fato, onde a briga já havia terminado. Os policiais conversaram com os envolvidos, eles informaram que o tumulto iniciou devido ao fato de que na noite de sábado o casal ter brigado e o marido ter agredido a esposa, deixando-a inconsciente com o golpe. Porém, conforme os relatos, ninguém avisou a Polícia Militar naquele dia. O suposto agressor foi até a frente da residência onde sua companheira estava e foi agredido por populares.
Continua depois do anúncio 
No local do fato, os militares conversaram com a vítima da agressão da noite anterior. Ela contou que a briga generalizada que começou no domingo foi pelo fato de pessoas ficarem sabendo de agressões que ela sofreu na noite de sábado. Após isso, o agressor, companheiro da vítima, ficou exaltado quebrando alguns utensílios domésticos e ao tentar conter o seu companheiro, ela mais uma vez ela foi lesionada.
Continua depois do anúncio 
Após levantamento de informações, os policiais orientaram a vítima acerca dos procedimentos a serem adotados, levando ela e o agressor para atendimento médico. Foi dada voz de prisão ao homem pelo crime de Violência Doméstica. Ele ficará detido à disposição da Justiça onde responderá pelo ato praticado.

A OUTRA OCORRÊNCIA

Continua depois do anúncio 
A outra ocorrência foi registrada na manhã de domingo, quando  Policiais Militares foram até o Bairro Alegre, onde várias chamadas à Central de Operações da Polícia Militar (COPOM) informavam que um homem estaria quebrando os pertences no interior de sua residência e ameaçando os familiares. Ao chegarem no endereço informado os policiais prenderam o suspeito com base na Lei Maria da Penha.
Continua depois do anúncio 
Ele estava em estado de embriaguez alcoólica evidente e com os ânimos exaltados, não sabendo justificar o motivo das atitudes que geraram a discussão com sua mulher. Segundo o relato da vítima, o acusado chegou em casa embriagado e jogando pertences ao chão, momento em que começaram uma discussão.
Continua depois do anúncio 
Após sua mulher perguntar o motivo de estar agindo daquela forma, ele começou a  ameaçá-la e continuou a quebrar os objetos da residência. Por ter cometido o crime de ameaça e dano no âmbito domiciliar, o suspeito recebeu voz de prisão em flagrante delito e está à disposição da justiça.   Polícia Militar de Santa Catarina: “Presentes e Protegendo”.        ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram