Nossas Noticias

"Fazer estudos no corpo da onça foi uma grande oportunidade, mas teria sido muito melhor saber que estava viva", diz acadêmica de Medicina Veterinária em cuja propriedade foi encontrada morta uma onça suçuarana

ANÚNCIOS RIO NEGRINHO. Carol Stuy é acadêmica de Medicina Veterinária da Unisociesc e ontem se deparou com uma situação literalmente surpreendente. Ela mora em São Bento do Sul e recebeu a ligação de seu pai, informando que uma onça suçuarana havia sido encontrada na beira do mato, na lavoura de propriedade da família na Estrada Geral Boa Vista, na localidade de Boa Vista, em Rio Negrinho.

Continua depois do anúncio
  “Fui no local ver o animal e também fui fazer o boletim de ocorrência. A Polícia Militar e a Policia Militar Ambiental estiveram no local. Então, pedi e consegui uma permissão para levá-la para a Unisociesc, para que a necropsia fosse feita”, contou. Carol participou da necropsia que a professora  Ana Caroline Fredianelli e demais colegas realizaram no animal. Sobre a experiência, ela disse que foi fenomenal.
Continua depois do anúncio
“Ver e examinar um animal desse é uma sensação sem igual. Foi fantástico poder ver o que eu e o grupo vimos e fazer os estudos. Mas sem dúvida, ver a onça viva e poder estudá-la dessa forma seria muito melhor”, finalizou. Saiba mais sobre a ocorrência que foi destaque hoje, acessando às outras matérias do Nossas Notícias relacionadas ao tema.  👇👇👇 https://nossasnoticias.com.br/2019/03/20/onca-sucuarana-encontrada-morta-em-terreno-particular-no-interior-de-rio-negrinho/ https://nossasnoticias.com.br/2019/03/20/necropsia-realizada-por-professores-de-veterinaria-da-unisociesc-indica-que-onca-encontrada-em-residencia-no-interior-de-rio-negrinho-foi-ferida-por-arma-de-fogo/      ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram