Nossas Noticias

Aos 64 anos ela voltou a estudar para realizar o sonho de trabalhar no hospital

Dona Maria Irene Piaz Peschel é aluna da Escola Municipal de Jovens e Adultos de Rio Negrinho
RIO NEGRINHO. Dona Maria Irene Piaz Peschel tem 64 anos. Como muitas das pessoas de sua idade, divide seu tempo entre os cuidados com a família e os afazeres domésticos. Ela aposentou-se há dez anos depois de décadas de trabalho no meio rural.
ANÚNCIO
Até aí, tudo certo. Porém, após mais de seis décadas de muitos desafios e vitórias, ela, que é semi-analfabeta, retomou os estudos. Há um ano se matriculou no Emeja (Ensino Municipal de Jovens e Adultos) para realizar um sonho: ter o Ensino Fundamental completo e poder trabalhar no hospital.
ANÚNCIO
Dona Maria Irene faz parte de um grupo de milhares de brasileiros que devido ao pouco acesso ao ensino, há décadas atrás, não teve como se dedicar aos estudos. “Eu estudei só até a quarta série. Não tinha como continuar porque precisava trabalhar para ajudar a família”, contou. E pelo tempo longe dos livros, quando começou a estudar no Emeja, ela escrevia mas como disse, “comia” algumas letras porque “não aprendeu bem naquela época”.
ANÚNCIO
Mas, naturalmente, seu rendimento vem melhorando, graças a sua força de vontade e ao acompanhamento da equipe de profissionais da escola, que ela elogiou muito.
Maria Irene com os colegas, com a diretora Marília dos Santos (de pé, a seu lado) e com a professora Stella Maris (de jaleco branco)
“Hoje eu aprendo. Valeu a pena voltar pois o estudo vale muito. A professora Stella Maris Tschoecke é excelente e tem muita paciência com a gente”, frisou. Mesmo após tantas décadas vividas dona Maria Irene é inquieta. “Fico em casa porque preciso, mas voltei a estudar porque quero trabalhar. Esta é a minha vontade”, desabafou”. Ela relatou que vive pedindo para as filhas lhe indicarem para uma vaga de trabalho, nem que seja para “ganhar por dia”. Mas, assim que completar os estudo no Emeja, ela já sabe onde vai. “Vou entregar um currículo no hospital. Cuidei de minha sogra durante sete anos e eu gostaria muito de ser cuidadora de idosos ou de pessoas acamadas. Sempre gostei de lidar com estas pessoas”, declarou.
ANÚNCIO
Enquanto viu os filhos crescerem, também desejou este caminho para eles. “Eu sempre pensava que poderiam querer trabalhar no hospital, já que eu sempre quis e não consegui. Nenhum deles quis. Então, já que estou estudando fico pensando se agora não chegou a minha vez”, disse, aos risos esperançosos. Sobre ter 64 anos, estar estudando e ainda querer trabalhar, ela falou: “não penso e sou velha. Para mim, eu sou é nova ainda”. Inscrições para quem desejar retomar os estudos, se alfabetizar e concluir o Ensino Fundamental estão abertas em Rio Negrinho. Saiba mais clicando no link 👇 https://nossasnoticias.com.br/2019/02/14/oportunidade-para-quem-quer-retomar-os-estudos/
ANÚNCIO
   ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram