Nossas Noticias

Economista prospecta possibilidades positivas para servidores públicos municipais de Rio Negrinho

O economista João Medeiros, que há anos presta assessoria para o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rio Negrinho e também para outras entidades de classe em Santa Catarina esteve novamente em Rio Negrinho nesta terça-feira (11). Na sede do Iprerio, ele se reuniu com a comissão sindical que participa do projeto do Plano de Carreira para os servidores públicos municipais locais. Na ocasião ele apresentou o primeiro resultado dos trabalhos que envolvem a elaboração do Plano de Carreira dos Servidores Públicos Municipais. “Fizemos o estudo porque o comprometimento fiscal do município vem caindo, no que concerne a despesa com pessoal na receita líquida. E por isso estamos vendo a forte de viabilidade de implementação do Plano no próximo ano”, destacou em entrevista ao Nossas Notícias. Conforme Medeiros, o estudo vem sendo realizado com simulações em folha de pagamento em parceria com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rio Negrinho e a administração municipal. “É um trabalho bacana que vem sendo feito. Faremos só mais uma simulação de folha haja vista que a Prefeitura mudou o sistema. Provavelmente até início de fevereiro estaremos entregando a proposta do novo plano de carreira para a administração municipal”. João também falou com entusiasmo das perspectivas de carreira que o Plano, uma vez aprovado e implementado, pode trazer aos servidores públicos municipais. “Esse estudo também contempla a estrutura do plano e como as pessoas vão poder progredir na carreira. Muitos servidores estão estacionados na atual estrutura de carreira, sem evolução funcional”. Medeiros explicou que há previsão de melhoria das condições de crescimento em termos de pós graduação. “Quem  buscar estudar, seja em qualquer nível, será beneficiado dentro da estrutura de carreira. Ou seja, o servidor cujo cargo é de nível fundamental incompleto, por exemplo, poderá crescer na carreira assim como todos os demais servidores de acordo com o seu grau de instrução de ingresso na carreira”. A proposta, de acordo com o especialista, é que o servidor tenha ainda possibilidades de progressão na carreira por dois ciclos.Um por avaliação e outro por carga mínima horária de curso de formação profissional. “Estamos bem otimistas. Acreditamos que se o comprometimento com gasto de pessoal cair um pouco mais a gente consegue implementar essa nova estrutura de carreira que será algo muito diferente do que os servidores tem hoje. A gente entende que o que pode vir já vai atender bastante as necessidades e suprir a carência de carreira para os servidores públicos municipais locais”. Após a finalização do Plano a diretoria atual do Sindicato se compromete a intensificar  o processo para que a administração municipal implemente esta nova estrutura de política de cargos e salários.]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram