Nossas Noticias

"Não creio que o vereador Kblo perderá mandato em função da retotalização de votos", declara Aldo Packers, presidente do PDT

O comunicado, por parte da Justiça Eleitoral de Rio Negrinho sobre a necessidade da recontagem de votos das eleições municipais para o Legislativo do ano de 2016, alvoroçou o meio político hoje. De acordo com publicação oficial do juiz Rubens Ribeiro da Silva Neto, está marcada para o dia 4 de dezembro, às 14h uma audiência pública para a retotalização dos votos dos candidatos a vereador em função do indeferimento, também por parte da Justiça, da candidatura de Eloir Laurek, do PTB. A audiência de recontagem, segundo Manassés Vilain de Andrade, chefe do cartório eleitoral de Rio Negrinho, irá acontecer no próprio cartório e poderá ser acompanhada por qualquer pessoa da comunidade.

Retotalização será no Cartório Eleitoral de Rio Negrinho
Em conversa com o Nossas Notícias ele disse que todos os representantes dos partidos políticos foram comunicados da recontagem. Ele também informou que todo o processo é bem simples e leva segundos. Eloir teve sua candidatura indeferida a partir de iniciativa do Ministério Público Eleitoral no município, posteriormente aprovada pelo MP de Santa Catarina e pelo Ministério Publico Eleitoral na esfera federal, acatado pelo Tribunal Superior Eleitoral.
Eloir Laureck foi condenado por vender CD’s piratas em seu estabelecimento
As instâncias judiciais consideraram que Eloir não poderia ter sua candidatura a vereador deferida porque foi condenado por ter 49 CD’s falsos para vender em seu estabelecimento comercial em Rio Negrinho. Cogitação de novo vereador em Rio Negrinho foi inicialmente descartada pelos presidentes do PDT e PSD Nos bastidores políticos cogitou-se que em função da recontagem, o vereador Ineir Miguel Mittman,o Kblo, do PDT, eleito com 496 votos, poderia perder seu mandato. Atualmente ele ocupa o cargo de sub prefeito de Volta Grande. Aldo Packer, presidente do PDT A reportagem do Nossas Notícias conversou na tarde de hoje com Aldo Packer, presidente do PDT, que descartou a possibilidade. “Fizemos no total 3.606 votos, com a legenda. Faltaram poucos votos para elegermos dois vereadores. Então não acredito que o Kblo vá perder o mandato”. Packer disse que acionou o advogado do PDT de Santa Catarina,para acompanhar o caso. Ainda nos bastidores cogitou-se que um dos vereadores suplentes do PSD ou do MDB poderiam assumir em função da retotalização dos votos. Osni Schroeder, presidente do PSD Osni Schroeder, presidente do PSD, descartou a possibilidade. “Não acredito que  40 votos ( total obtido por Eloir Laureck em 2016) venham a alterar o resultado geral das eleições para a Câmara em Rio Negrinho”, falou. Sílvio Kuss, presidente do MDB O vereador Sílvio Kuss, também presidente do MDB, disse que no momento não tem mais detalhes sobre a retotalização. “Sei que houve mudanças nos cálculos eleitorais. Mas o que posso dizer é que precisamos aguardar a audiência da próxima semana”.    ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram