Nossas Noticias

Equipe do CVV faz campanha nas ruas do centro da cidade

Seis voluntários do CVV (Centro de Valorização à Vida) realizaram uma campanha especial nas ruas do centro da cidade neste sábado (18). Conforme o porta voz da entidade, Antônio Chagas, a iniciativa teve o objetivo de fazer com que a comunidade conheça um pouco mais do trabalho realizado pelos 19 voluntários do posto de Rio Negrinho, que integram uma rede de 2500 pessoas de todo o Brasil. 11 mil ligações em todo o Brasil Este enorme grupo atende diariamente – inclusive aos finais de semana – uma média de 11 mil ligações de pessoas que pensam em tirar a própria vida por atravessar momentos complexos e delicados ou que apenas desejam ter com quem desabafar. Em Rio Negrinho, 2500 atendimentos por mês Antônio contou que em Rio Negrinho os voluntários atendem uma média de 2500 ligações por mês e que o trabalho já está exigindo a participação de mais pessoas. “Por isso, no próximo sábado (25), o CVV de Rio Negrinho vai promover o PSV (Programa de Seleção de Voluntários) no Colégio Manuel da Nóbrega. O PSV é um encontro para que as pessoas possam conhecer o trabalho do CVV, a instituição CVV, o perfil de pessoas que nós atendemos e a história deste trabalho que é realizado no Brasil há mais de 56 anos”. Ele explicou ainda que a partir deste encontro, quem tem interesse vai passar por um segundo programa, que é um programa de capacitação para que ele (a) esteja apto (a) a se tornar um (a) voluntário (a) do CVV e fazer os atendimentos no posto do CVV, atendendo ligações de pessoas de todo o Brasil. “O CVV esta presente em Rio Negrinho há 14 anos. Todo voluntário presta um plantão de 4 horas semanais. Estamos convocando as pessoas que tenham interesse. Costumamos dizer que não é a gente que seleciona os voluntários, são os voluntários que se selecionam para o trabalho”. Capacitação Outro fator evidenciado por Antônio é o de que a capacitação dos voluntários é necessária porque o atendimento do CVV é padrão em todo o Brasil. “O CVV hoje tem recursos para investir na capacitação de seus voluntários”,observou. Demanda para trabalho em escolas, empresas, associações… Chagas destacou que hoje em Rio Negrinho existe uma demanda para um trabalho que vá além do atendimento telefônico. “O objetivo é ter um grupo maior, que possa também  levar esse trabalho de valorização à vida e prevenção ao suicídio às escolas, empresas, associações e sociedade em geral”. Ligações são gratuitas Chagas finalizou salientando que todos os postos do CVV no Brasil recebem gratuitamente ligações de qualquer tipo de telefone. “As ligações são gratuitas e podem ser feitas para o número 188, seja por telefone fixo, celular ou orelhão”. Quem recebeu o material entregue pelos voluntários foi  Lucas Boeira (na foto). Ele contou à reportagem do Nossas Notícias o que achou da iniciativa. “Achei legal, vou fazer um esforço para quem sabe ir no treinamento. Já tinha ouvido falar do CVV. É um trabalho muito bonito o que eles fazem”. Saiba mais ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram