Nossas Noticias

"QUANDO O ASSUNTO É TURISMO NÃO CABE AO PODER PÚBLICO FAZER TUDO. TURISMO É UMA ATIVIDADE PRIVADA"

“Nossa cidade dá negócio? Turismo em pauta”. Este foi o provocante (no bom sentido,claro!) tema da palestra realizada na noite desta sexta-feira (27), no Centro de Excelência. O evento foi promovido pelo Núcleo de Turismo da Acirne e contou com o apoio da entidade, Prefeitura, Vem pra Serra e Consórcio Quiriri. O trabalho foi conduzido por Eduardo Mielke, doutor em Turismo, especialista em gestão e planejamento turístico, com forte atuação no México, Colômbia e Arábia Saudita. Além da palestra, que reuniu cerca de cem pessoas, Mielke também ministrou um workshop durante todo o dia. A atividade foi voltada para empresários do setor, equipe da prefeitura, integrantes das Câmaras Técnicas do DEL e outros. Para pensar Com uma abordagem bem diferente da que é costumeiramente adotada entre poder público, empresariado e comunidades em geral,Mielke trouxe novas reflexões e referências sobre como o turismo pode ser alavancado em Rio Negrinho. P.S.: com a participação efetiva de toda a comunidade. Confira! Nossas Notícias – Quando se fala em turismo,qual o papel da (s) prefeitura (s)? Eduardo Mielke –  O papel do poder público é buscar dinheiro em Brasília e cuidar da cidade. O poder público foi desenhado para atender o cidadão em saúde, educação… isso é obrigação do município. Agora, turismo é uma atividade privada, quando o turista vem a Rio Negrinho ou a qualquer outra cidade, ele vai no hotel, no restaurante, …ele não vai comer nem dormir na prefeitura. Então a prefeitura tem um papel limitado neste sentido porque ela é somente uma indutora do processo. Isso significa que a prefeitura possibilita o diálogo entre a rede hoteleira, rede gastronômica, indústria de móveis, da cerâmica e outras. Turismo é um conjunto. Por isso é preciso parar de se pensar que o Estado tem que fazer tudo quando se fala em turismo. Nossas Notícias – Na sua opinião, nossa cidade dá negócio?  Eduardo Mielke – Engana-se quem pensa que a cidade não tem nada. O que ela não está sabendo fazer é mostrar isso para quem vem a Rio Negrinho comprar móveis ou cerâmica, por exemplo. Quem visita a cidade precisa saber onde tem um café bom, precisa provar um prato típico alemão, …tem que haver uma articulação neste sentido. Nossas Notícias – Você fala em o Estado ter o seu papel. Neste contexto, quando se fala em Turismo, qual o papel do empresariado?  Eduardo Mielke –  O Estado tem um papel definido, mas o empresariado também. Para o empresário do turismo alavancar seu negócio sem depender unicamente da prefeitura, um exemplo: se é dono de restaurante tem que observar no hoteleiro, no guia uma possibilidade de fazer com que o visitante volte. Tem que ter tempo de olhar para o seu negócio e ao mesmo tempo chegar para os outros empresários e perguntar: o que podemos fazer juntos? O turismo é uma cadeia de serviços. É preciso entender também que em cidades turísticas os envolvidos no setor conversam no Conselho Municipal de Turismo. Aqui em Rio de tem o DEL e suas câmaras técnicas, é um modelo excelente, parabenizo a atual gestão por isso. É uma grande tendência este modelo tenho em vista que as prefeituras estão inchadas e com poder de investimento zero. Nossas Notícias – Em Rio Negrinho e acredita-se que em várias outras cidades do Brasil, muito se fala na necessidade de geração de empregos. Quais expectativas do setor turistico pode ter quem está a procura de emprego, quem está em busca do seu primeiro emprego ou mesmo quem pensa em deixar sua área profissional atual e partir para a do turismo?  Eduardo Mielke – Meu conselho é : façam um curso superior, técnico e tecnólogos ou profissionalizante na área.  É importante se profissionalizar porque há uma relação muito forte entre a quantidade de anos que você estuda e salários. Quanto mais você estuda, maiores são as possibilidades de ganhos. Também Mielke contou que passou muitos momentos especiais em Rio de quando era criança. “Minha família tem uma forte ligação com a família Tureck. O seu Mário (in memorian), Denise, Mário, Gerson, dona Laura…). Tenho excelentes lembranças com eles! São excelentes pessoas e Rio Negrinho é um lugar maravilhoso!”.]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram