Nossas Noticias

Representando a Frente Empresarial, Eliete da Cruz, fala sobre Comissão da COSIP

A presidente da Associação da Associação Empresarial de Rio Negrinho, Eliete Adriani da Cruz, usou a Tribuna Popular da Câmara de Vereadores na sessão da noite de ontem. Na ocasião, ela representou a Frente Empresarial, formada pela Acirne, CDL, Sindivarejista e Sindicom. A Frente é um movimento que representa o empresariado local e seus integrantes vem se reunindo desde o ano passado. Lei que garante a formação da Comissão da COSIP há dois anos foi considerada inconstitucional agora Em sua fala, Eliete contou que uma das pautas que vem sendo discutida pelo grupo é a da formação da comissão da Cosip, a taxa de iluminação pública. Conforme lembrou, em  2016 os vereadores aprovaram a formação da comissão, que teria o objetivo de, juntamente com representantes da prefeitura e outras entidades, acompanhar e fiscalizar a administração deste recurso bem como fazer  sugestões de investimentos. “Porém, ficamos surpresos ao receber agora um retorno da prefeitura, alegando que a lei é inconstitucional porque um de seus artigos prevê que a comissão possam interferir diretamente na administração dos recursos, o que cabe unicamente ao Executivo”. Eliete também disse que os membros da Frente Empresarial tem tido dificuldades em acessar os dados referentes à arrecadação e investimentos realizados com as verbas da Cosip. Relembrando O vereador Silvio Kuss (PMDB), pediu um aparte e lembrou que a formação da Comissão da COSIP, durante a gestão passada, foi uma das condições para que a prefeitura pudesse aprovar um projeto de lei que autorizou o aumento da tarifa, com índices adaptados para percentuais menores do que os apresentados pela gestão anterior. “Vale lembrar que mesmo com a redução proposta pelas entidades e aprovada pela administração, muitos empresários tiveram um expressivo aumento no seu custo de produção”, alegou a representante da Frente Empresarial. Eliete também destacou que a classe empresarial tem urgência em resolver a situação visando contribuir com o poder público. Revogação da lei anterior, aprovação de uma nova lei da Comissão da COSIP e audiência pública para tratar dos recursos arrecadados com a taxa O vereador Abel Hack (PSB), presidente da Câmara, explicou que a Câmara aguarda a revogação da lei aprovada na administração passada e a apresentação de uma nova lei que garanta a efetivação da Comissão da COSIP bem como o início de seus trabalhos. Ele ainda garantiu que uma audiência pública sobre a arrecadação, despesas e investimentos do valor arrecadado pela prefeitura será realizada, conforme já acordado entre o Executivo e Legislativo.    ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram