Nossas Noticias

A jovem rionegrinhense que mais leu livros da Biblioteca em 2017

Ela tem 14 anos e é aluna do 9 ano da Escola Estadual Jorge Zipperer. A foto aponta uma jovem normal, mas em um mundo onde a maioria dos jovens da sua idade passa horas na internet, usando as redes sociais ou mesmo jogando videogames e outros, ela faz a diferença. 71 livros lidos em 2017 Afinal, em 2017, Fabiane Bordignon, leu 70 livros da Biblioteca Pública de Rio Negrinho. Na tarde de hoje, juntamente com outros jovens e adultos, ela recebeu um certificado de reconhecimento emitido pela equipe da Biblioteca e Fundação Municipal de Cultura. O documento confirma que ela foi agraciada com a primeira colocação dentre os leitores da categoria juvenil. Em entrevista à equipe do Nossas Notícias, Fabiane contou que também usa a internet e as redes sociais como todo mundo. “Mas na verdade prefiro os livros.Se me dessem a opção para escolher entre um celular e um livro eu preferia um livro, é muito melhor, traz muito mais benefícios”. Fabiane contou também que desde criança se apegou ao hábito de ler muitas horas por dia. “Fui descobrindo a leitura sozinha. Em casa, meus pais não lêem com muita frequência”. Percy Jackson, dentre os preferidos Dos tantos livros que leu no ano passado, a jovem disse que as seus preferidos são dez (!). “Na verdade estes livros fazem parte de uma coletânea intitulada Percy Jackson, escrita por Rick Riordan. São livros do gênero literatura fantástica. São os meus preferidos. Os textos falam sobre fantasia, mitologia grega. É bem interessante, recomendo”. Fabiane destacou que dos gêneros de literatura que mais gosta estão Fantasia, Romance e Terror. Pelo menos duas horas de leitura por dia Para a leitura dedica no mínimo duas horas por dia. “Geralmente leio um livro mais de uma vez, até chegar a data da devolução na biblioteca. Quando não tenho outra atividade além das aulas, leio o dia inteiro praticamente. Só paro para tomar café”. Tanta dedicação assim faz Fabiane por horas parecer meio “estranha” aos olhos dos amigos. “Alguns me acham meio maluca mas sou o tipo de pessoa que não se incomoda com o que os outros pensam. Muitas vezes até pareço anti social, mas não sou. Gosto  das pessoas mas gosto ainda mais da companhia dos meus livros. Só isso”. Mas ao contrário do que pode se pensar, a jovem não pensa em ser escritora quando crescer. “Quero ser cardiologista para de fato fazer alguma coisa pelas pessoas que estão sofrendo”.

As pessoas que mais leram livros da Biblioteca Pública de Rio Negrinho no ano passado

Categoria Infantil Ricardo Luckow Júnior – 84 livros Richard Evaldo Schroeder – 58 livros Gabriele Pscheidt – 54 livros Categoria Juvenil Fabiane Bordignon – 70 livros Gislaine Tais Rodrigues – 61 livros Eduarda Grossl – 52 livros Categoria Adulto Wally Schroeder – 74 livros Aldo Schier – 72 livros Marli Terezinha Fuerst – 71 livros]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram