Nossas Noticias

Grupo continua firme na troca de figurinhas de álbum da Copa

Quem disse que colecionar figurinhas e seus álbuns temáticos é coisa só de crianças? Pois as fotos desta matéria comprovam que não! Álbuns de figurinhas são, sim, coisa de adultos também! E se o álbum for da Copa, então… Desde o lançamento do álbum da Copa do Mundo da Rússia, em abril deste ano, dezenas de rionegrinhenses se reúnem aos sábados em frente à igreja Matriz, Confecções Michelle, no Shopping Ruckl, junto à Luani Papelaria e em frente à loja Infantus, no centro. Amanhã tem mais E amanhã (02) eles se reunirão novamente como aconteceu  no último sábado quando nossa reportagem conversou com alguns colecionadores que finalizavam algumas trocas em frente à Matriz. Ali, adultos e crianças eram um só, assim como a paixão pelo futebol, o esporte nacional. A família Weiss é uma das que neste ano tem se dedicado ao álbum da Copa. Wilson Luiz Weiss contou à reportagem do Nossas Notícias que o primeiro álbum de figurinhas que fez foi na Copa do Mundo de 1982, realizada na Espanha. “Mas na época não cheguei a terminar”, contou.   Dircelia, esposa de Wilson, disse que ainda faltam 18 figurinhas para a família completar o álbum. “As do Pelé e do Neymar são as mais difíceis de encontrar”. No total, são necessárias 682 figurinhas para completar o álbum. Cada pacote de figurinhas vem com 5 unidades e é vendido por R$ 2,00. O casal Weiss, juntamente com o filho “Wilsinho”, está empenhado em terminar o álbum o quanto antes. “Ele está muito ansioso! Chega a ir de três a quatro vezes por dia  comprar figurinhas”, falaram. A experiência acendeu uma nova meta para a família. “Depois deste álbum, queremos colecionar outros”, disseram. Paixão dos tempos de escola Professora e diretora de escola durante muitos anos, a vereadora Liliana Schroeder Jurich também costuma se reunir aos sábados com os colecionadores. E o objetivo é um só: trocar figurinhas! Ela contou que o hábito não é de agora. “Comecei quando  ainda lecionava na escola, na empolgação junto com os alunos”. Liliana disse que no ambiente escolar a promoção das coleções dos álbuns de figurinhas surgiu com um objetivo. “Foi para mostrar como podemos nos ajudar e não era só os álbuns da Cidade. Eram vários álbuns que apareciam despertando nos  alunos a competitividade e o espírito gincaneiro, brincadeiras saudáveis onde todos completavam os seus álbuns mas ajudavam os outros a fazerem o mesmo, como acontece até hoje”. E de lá até aqui foram vários os álbuns completos. “Só  não completei o 2018 ainda”.        ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram