Nossas Noticias

“Rio Negrinho ainda pode agradecer a segurança que tem”

A comunidade do São Rafael recebeu na última semana mais uma reunião do Conselho Comunitário de Segurança de Rio Negrinho. O encontro aconteceu no auditório da Escola Selma Teixeira Graboski e contou com a presença de representantes da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. Na ocasião, conselheiros, população, representantes dos bombeiros  e da Policia Militar fizeram suas apresentações e discutiram ações em prol da segurança no bairro. Denúncias para a Polícia Militar Um dos pontos enfatizados foi com relação a denúncias por parte da comunidade. Segundo o policial militar Pilati, elas são fundamentais para o combate a criminalidade embora a PM venha trabalhando fortemente na prevenção ao crime. “Em casos de denúncias envolvendo veículos são fundamentais informações da placa, por exemplo.  E quanto maior o número de informações da pessoa e local da ocorrência, melhor”. Programas de sucesso Pilati destacou o sucesso do programa de Ronda Escolar, os bons resultados das blitzes e a importância da Rede de Vizinhos. “ Nosso efetivo é pequeno mas nos dedicamos para dar retorno a sociedade. Tudo através destas ações que visam coibir o tráfico, evitar roubos, assaltos e outros crimes. Afinal, Rio Negrinho ainda pode agradecer a segurança que tem”. “Ainda precisamos achar uma forma de impedir que os veículos continuem passando em alta velocidade em frente à escola. É um perigo” As diretoras da escola, Simone Aparecida de Borba e Alcione Anhaia também acompanharam o encontro. Elas lembraram  que várias reivindicações da escola foram atendidas desde a última reunião do Conseg no bairro no ano passado.  A necessidade de uma lombada nas imediações da escola, que fica na Travessa João Pscheidt foi outro assunto discutido. “Tem que ser feito alguma coisa. Nem que seja uma placa indicando que motoristas de caminhão precisam reduzir velocidade ao passar pela rua da escola, pois muitos passam aqui em alta velocidade. É um perigo para as crianças”, reclamaram alguns participantes. “Tem que se registrar B.O. de tudo o que acontece fora dos padrões” Integrante da diretoria do Conseg, Sidney Kormann falou da importância da comunidade registrar boletins de ocorrência do que acontecer fora dos padrões. “Assim Rio Negrinho terá dados mais apurados sobre a realidade da segurança”. Acompanhando, cobrando e fiscalizando

Membros do Conseg com Célio Roberto Alves, morador do Sao Rafael e Simone e Alcione, diretoras da escola Selma
Carlos Alberto Martins, presidente do Conseg, finalizou o encontro enfatizando que o conselho vai encaminhar e reencaminhar reivindicações da comunidade para as autoridades. “Este é um dos nossos papéis, bem como acompanhar e cobrar o retorno de tudo isso, como aconteceu no ano passado quando estive em Florianópolis (SC) com a vereadora Liliana Schroeder Jurich. Lá conversamos com vários deputados estaduais e pedimos que abraçassem pedidos daqui da cidade mas que dependem de ações do governo estadual”. A próxima reunião do Conselho está marcada para o dia 28 de junho na Escola Pedro Henrique Berkenbrock, às 19h, na Cohab.  ]]>

Parceiros

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram